Lista de reprodução

Sobre esta playlist

Obsessão de todo compositor, o pop perfeito não tem exatamente uma fórmula. É recomendável que siga uma estrutura com estrofe, refrão, estrofe, refrão, solo (ou rap) e refrão, mas o mais importante é ter um refrão forte – cativante, assobiável e chiclete. Em uma palavra: pegajoso. Uma ponte unindo a estrofe ao refrão costuma ser infalível. Onomatopeias, como aqueles corinhos “la, la, la”, “ou, ou, ou” e “hey hey”, também pegam bem. Mas a equação passa longe da lógica. Do contrário, o pop perfeito seria algo banal.

E como identificar um pop perfeito? Em muitos dos casos, eles viram grandes hits, agradando vários tipos de público, de diversas faixas etárias. Também é comum que o pop perfeito não seja enjoativo, tipo aquela música que entra na cabeça e você tem raiva por não conseguir tirá-la do cérebro. O pop perfeito deve ser agradável e inspirar o ouvinte. Mas, como tudo é relativo, o que soa perfeito para um pode soar imperfeito para o outro.

Nessa playlist reunimos canções que acreditamos se encaixem muito bem nesse conceito. São melodias memoráveis, como as de “Can’t Feel My Face”, novo sucesso de The Weeknd, que atingiu a primeira posição em três paradas de sucesso da Billboard: a Hot 100, a Billboard 200 e a Artist 100.

Você também pode escutar “Rehab”, canção assinatura de Amy Winehouse, e “Mmmbop”, que apresentou os irmãos Hanson ao mundo. As faixas mais recentes dominam a seleção, mas seria injusto não convocar Michael Jackson, Madonna, Stevie Wonder, Paul McCartney e ABBA para essa ocasião. Afinal, eles estão entre os professores que pavimentaram o caminho para as gerações seguintes. E, nessa busca incessante pelo pop perfeito, há muitos pupilos que deixariam os mestres orgulhos, casos de Bruno Mars, Adele, Sia e Mark Ronson.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.