356x237

Artista

Vou pro Sereno

Sobre Vou pro Sereno

O grupo de pagode carioca foi formado em 1997, primeiramente batizado apenas como Sereno. Em 2008, já com o nome Vou pro Sereno, lançou o álbum début, homônimo, com faixas como “Essa Preta” e “Logo Dou um Jeito”. Tendo na formação Alex Sereno (tam-tam), Júlio César (pandeiro), Paulinho (reco-reco) e Rodrigo Sereno (violão), em 2011 o grupo gravou o primeiro DVD, com canções em ritmos que passam pelo samba, axé e MPB, a exemplo de “Mulher Não Manda em Homem” e "Quero mais". Em 2018, saiu o ao vivo A Força do Nosso Som, registro no qual a banda canta canções de Arlindo Cruz (“Agora Viu Que Perdeu e Chora”), Ludmilla (“Cheguei”), Agepê (“Deixa Eu Te Amar”), Zeca Pagodinho (“Brincadeira Tem Hora”) e Dona Ivone Lara (“Alguém Me Avisou”).

356x237

Vou pro Sereno

O grupo de pagode carioca foi formado em 1997, primeiramente batizado apenas como Sereno. Em 2008, já com o nome Vou pro Sereno, lançou o álbum début, homônimo, com faixas como “Essa Preta” e “Logo Dou um Jeito”. Tendo na formação Alex Sereno (tam-tam), Júlio César (pandeiro), Paulinho (reco-reco) e Rodrigo Sereno (violão), em 2011 o grupo gravou o primeiro DVD, com canções em ritmos que passam pelo samba, axé e MPB, a exemplo de “Mulher Não Manda em Homem” e "Quero mais". Em 2018, saiu o ao vivo A Força do Nosso Som, registro no qual a banda canta canções de Arlindo Cruz (“Agora Viu Que Perdeu e Chora”), Ludmilla (“Cheguei”), Agepê (“Deixa Eu Te Amar”), Zeca Pagodinho (“Brincadeira Tem Hora”) e Dona Ivone Lara (“Alguém Me Avisou”).

Sobre Vou pro Sereno

O grupo de pagode carioca foi formado em 1997, primeiramente batizado apenas como Sereno. Em 2008, já com o nome Vou pro Sereno, lançou o álbum début, homônimo, com faixas como “Essa Preta” e “Logo Dou um Jeito”. Tendo na formação Alex Sereno (tam-tam), Júlio César (pandeiro), Paulinho (reco-reco) e Rodrigo Sereno (violão), em 2011 o grupo gravou o primeiro DVD, com canções em ritmos que passam pelo samba, axé e MPB, a exemplo de “Mulher Não Manda em Homem” e "Quero mais". Em 2018, saiu o ao vivo A Força do Nosso Som, registro no qual a banda canta canções de Arlindo Cruz (“Agora Viu Que Perdeu e Chora”), Ludmilla (“Cheguei”), Agepê (“Deixa Eu Te Amar”), Zeca Pagodinho (“Brincadeira Tem Hora”) e Dona Ivone Lara (“Alguém Me Avisou”).

Sobre Vou pro Sereno

O grupo de pagode carioca foi formado em 1997, primeiramente batizado apenas como Sereno. Em 2008, já com o nome Vou pro Sereno, lançou o álbum début, homônimo, com faixas como “Essa Preta” e “Logo Dou um Jeito”. Tendo na formação Alex Sereno (tam-tam), Júlio César (pandeiro), Paulinho (reco-reco) e Rodrigo Sereno (violão), em 2011 o grupo gravou o primeiro DVD, com canções em ritmos que passam pelo samba, axé e MPB, a exemplo de “Mulher Não Manda em Homem” e "Quero mais". Em 2018, saiu o ao vivo A Força do Nosso Som, registro no qual a banda canta canções de Arlindo Cruz (“Agora Viu Que Perdeu e Chora”), Ludmilla (“Cheguei”), Agepê (“Deixa Eu Te Amar”), Zeca Pagodinho (“Brincadeira Tem Hora”) e Dona Ivone Lara (“Alguém Me Avisou”).

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.