356x237

Artista

Sonic Youth

Sobre Sonic Youth

Enquanto o rock vivia uma crise de identidade na década de 1980, o Sonic Youth estava lá no seu canto, nada quietinho, criando uma sonoridade que iria influenciar o rock indie dos anos 1990 e 2000, muito além das fronteiras norte-americanas. A banda, formada – na maior parte do tempo – por Thurston Moore (guitarra e vocais), sua mulher, Kim Gordon (baixo), Lee Ranaldo (guitarra) e Steve Shelley (bateria), começou a destruir os sons convencionais do rock em Nova York, distorcendo riffs de guitarra e alternando quase silêncios com sons ensurdecedores. O reconhecimento, ainda que restrito, começou no terceiro álbum, EVOL, de 1986. A faixa “Kool Thing”, de Goo, de 1990, virou referência. E Dirty fez barulho em 1992, com “Sugar Kane”. Nos anos 2000, o álbum Rather Ripped colocou a banda no radar das novas gerações. O grupo se desfez com a separação de Moore e Kim Gordon, em 2011.

356x237

Sonic Youth

Enquanto o rock vivia uma crise de identidade na década de 1980, o Sonic Youth estava lá no seu canto, nada quietinho, criando uma sonoridade que iria influenciar o rock indie dos anos 1990 e 2000, muito além das fronteiras norte-americanas. A banda, formada – na maior parte do tempo – por Thurston Moore (guitarra e vocais), sua mulher, Kim Gordon (baixo), Lee Ranaldo (guitarra) e Steve Shelley (bateria), começou a destruir os sons convencionais do rock em Nova York, distorcendo riffs de guitarra e alternando quase silêncios com sons ensurdecedores. O reconhecimento, ainda que restrito, começou no terceiro álbum, EVOL, de 1986. A faixa “Kool Thing”, de Goo, de 1990, virou referência. E Dirty fez barulho em 1992, com “Sugar Kane”. Nos anos 2000, o álbum Rather Ripped colocou a banda no radar das novas gerações. O grupo se desfez com a separação de Moore e Kim Gordon, em 2011.

Sobre Sonic Youth

Enquanto o rock vivia uma crise de identidade na década de 1980, o Sonic Youth estava lá no seu canto, nada quietinho, criando uma sonoridade que iria influenciar o rock indie dos anos 1990 e 2000, muito além das fronteiras norte-americanas. A banda, formada – na maior parte do tempo – por Thurston Moore (guitarra e vocais), sua mulher, Kim Gordon (baixo), Lee Ranaldo (guitarra) e Steve Shelley (bateria), começou a destruir os sons convencionais do rock em Nova York, distorcendo riffs de guitarra e alternando quase silêncios com sons ensurdecedores. O reconhecimento, ainda que restrito, começou no terceiro álbum, EVOL, de 1986. A faixa “Kool Thing”, de Goo, de 1990, virou referência. E Dirty fez barulho em 1992, com “Sugar Kane”. Nos anos 2000, o álbum Rather Ripped colocou a banda no radar das novas gerações. O grupo se desfez com a separação de Moore e Kim Gordon, em 2011.

Sobre Sonic Youth

Enquanto o rock vivia uma crise de identidade na década de 1980, o Sonic Youth estava lá no seu canto, nada quietinho, criando uma sonoridade que iria influenciar o rock indie dos anos 1990 e 2000, muito além das fronteiras norte-americanas. A banda, formada – na maior parte do tempo – por Thurston Moore (guitarra e vocais), sua mulher, Kim Gordon (baixo), Lee Ranaldo (guitarra) e Steve Shelley (bateria), começou a destruir os sons convencionais do rock em Nova York, distorcendo riffs de guitarra e alternando quase silêncios com sons ensurdecedores. O reconhecimento, ainda que restrito, começou no terceiro álbum, EVOL, de 1986. A faixa “Kool Thing”, de Goo, de 1990, virou referência. E Dirty fez barulho em 1992, com “Sugar Kane”. Nos anos 2000, o álbum Rather Ripped colocou a banda no radar das novas gerações. O grupo se desfez com a separação de Moore e Kim Gordon, em 2011.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.