356x237

Artista

Sixpence None the Richer

Sobre Sixpence None the Richer

Banda americana de pop rock cristão, originária do Texas, Sixpence None the Richer foi formada no início dos anos 1990 pela vocalista Leigh Nash e o guitarrista Matt Slocum. Das apresentações em festivais e igrejas locais ao mainstream, alcançado com hits como “Kiss Me”, o conjunto passou por diferentes formações. O primeiro registro, The Fatherless & the Widow, saiu em 1994, mas foi com o estouro de “Kiss Me”, em 1998, que o grupo avançou para além da cena da música cristã – a canção foi usada em trilhas sonoras como a do seriado Dawson’s Creek e do filme Como Perder um Homem em Dez Dias. Êxito semelhante veio com “Don’t Dream It’s Over”, cover do grupo australiano Crowded House. Presente no álbum Divine Discontent, a faixa conquistou sobretudo os adolescentes fãs da série Smallvile. Em 2004, Sixpence None the Richer entrou em um hiato, e Leigh Nash iniciou projeto solo, lançando em 2006 seu álbum Blue on Blue. A cantora e Matt Slocum retomaram as atividades da banda em 2008, ocasião em que saíram em turnê e lançaram The Dawn of Grace, registro de músicas natalinas. Novo trabalho do grupo só foi aparecer em 2012: Lost in Transition, puxado por “My Dear Machine”. Em 2015, Leigh gravou novo registro-solo, desta vez com uma pegada country: The State I’m In. Nesse mesmo ano, a compilação Sixpence None the Richer – The Ultimate Collection reuniu os principais sucessos do grupo.

356x237

Sixpence None the Richer

Banda americana de pop rock cristão, originária do Texas, Sixpence None the Richer foi formada no início dos anos 1990 pela vocalista Leigh Nash e o guitarrista Matt Slocum. Das apresentações em festivais e igrejas locais ao mainstream, alcançado com hits como “Kiss Me”, o conjunto passou por diferentes formações. O primeiro registro, The Fatherless & the Widow, saiu em 1994, mas foi com o estouro de “Kiss Me”, em 1998, que o grupo avançou para além da cena da música cristã – a canção foi usada em trilhas sonoras como a do seriado Dawson’s Creek e do filme Como Perder um Homem em Dez Dias. Êxito semelhante veio com “Don’t Dream It’s Over”, cover do grupo australiano Crowded House. Presente no álbum Divine Discontent, a faixa conquistou sobretudo os adolescentes fãs da série Smallvile. Em 2004, Sixpence None the Richer entrou em um hiato, e Leigh Nash iniciou projeto solo, lançando em 2006 seu álbum Blue on Blue. A cantora e Matt Slocum retomaram as atividades da banda em 2008, ocasião em que saíram em turnê e lançaram The Dawn of Grace, registro de músicas natalinas. Novo trabalho do grupo só foi aparecer em 2012: Lost in Transition, puxado por “My Dear Machine”. Em 2015, Leigh gravou novo registro-solo, desta vez com uma pegada country: The State I’m In. Nesse mesmo ano, a compilação Sixpence None the Richer – The Ultimate Collection reuniu os principais sucessos do grupo.

Sobre Sixpence None the Richer

Banda americana de pop rock cristão, originária do Texas, Sixpence None the Richer foi formada no início dos anos 1990 pela vocalista Leigh Nash e o guitarrista Matt Slocum. Das apresentações em festivais e igrejas locais ao mainstream, alcançado com hits como “Kiss Me”, o conjunto passou por diferentes formações. O primeiro registro, The Fatherless & the Widow, saiu em 1994, mas foi com o estouro de “Kiss Me”, em 1998, que o grupo avançou para além da cena da música cristã – a canção foi usada em trilhas sonoras como a do seriado Dawson’s Creek e do filme Como Perder um Homem em Dez Dias. Êxito semelhante veio com “Don’t Dream It’s Over”, cover do grupo australiano Crowded House. Presente no álbum Divine Discontent, a faixa conquistou sobretudo os adolescentes fãs da série Smallvile. Em 2004, Sixpence None the Richer entrou em um hiato, e Leigh Nash iniciou projeto solo, lançando em 2006 seu álbum Blue on Blue. A cantora e Matt Slocum retomaram as atividades da banda em 2008, ocasião em que saíram em turnê e lançaram The Dawn of Grace, registro de músicas natalinas. Novo trabalho do grupo só foi aparecer em 2012: Lost in Transition, puxado por “My Dear Machine”. Em 2015, Leigh gravou novo registro-solo, desta vez com uma pegada country: The State I’m In. Nesse mesmo ano, a compilação Sixpence None the Richer – The Ultimate Collection reuniu os principais sucessos do grupo.

Sobre Sixpence None the Richer

Banda americana de pop rock cristão, originária do Texas, Sixpence None the Richer foi formada no início dos anos 1990 pela vocalista Leigh Nash e o guitarrista Matt Slocum. Das apresentações em festivais e igrejas locais ao mainstream, alcançado com hits como “Kiss Me”, o conjunto passou por diferentes formações. O primeiro registro, The Fatherless & the Widow, saiu em 1994, mas foi com o estouro de “Kiss Me”, em 1998, que o grupo avançou para além da cena da música cristã – a canção foi usada em trilhas sonoras como a do seriado Dawson’s Creek e do filme Como Perder um Homem em Dez Dias. Êxito semelhante veio com “Don’t Dream It’s Over”, cover do grupo australiano Crowded House. Presente no álbum Divine Discontent, a faixa conquistou sobretudo os adolescentes fãs da série Smallvile. Em 2004, Sixpence None the Richer entrou em um hiato, e Leigh Nash iniciou projeto solo, lançando em 2006 seu álbum Blue on Blue. A cantora e Matt Slocum retomaram as atividades da banda em 2008, ocasião em que saíram em turnê e lançaram The Dawn of Grace, registro de músicas natalinas. Novo trabalho do grupo só foi aparecer em 2012: Lost in Transition, puxado por “My Dear Machine”. Em 2015, Leigh gravou novo registro-solo, desta vez com uma pegada country: The State I’m In. Nesse mesmo ano, a compilação Sixpence None the Richer – The Ultimate Collection reuniu os principais sucessos do grupo.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.