356x237

Artista

Selah Sue

Sobre Selah Sue

Considerada pela revista Rolling Stone a grande revelação de 2012, a belga Selah Sue aprendeu a tocar violão sozinha quando era adolescente e decidiu cursar psicologia enquanto se aprimorava no instrumento. Para ela, o curso serviu para que entendesse melhor as emoções humanas, transpondo-as para as letras de suas canções. Apresentando-as em shows pela Bélgica, Selah Sue foi descoberta pelo músico conterrâneo Milow, que a convidou para abrir suas apresentações. Foi o primeiro passo para a cantora lançar, em 2011, o álbum de estreia, que levou seu nome e cujas canções logo se tornaram as mais tocadas nos Países Baixos – como “Raggamuffin”, “This World” e “Crazy Vibes”, além de um duo com o cantor de hip hop e funk CeeLo Green, “Please”. O segundo álbum, Reason é de 2015 e foi antecipado pelo single Alone, integrante de um EP lançado no ano anterior.

356x237

Selah Sue

Considerada pela revista Rolling Stone a grande revelação de 2012, a belga Selah Sue aprendeu a tocar violão sozinha quando era adolescente e decidiu cursar psicologia enquanto se aprimorava no instrumento. Para ela, o curso serviu para que entendesse melhor as emoções humanas, transpondo-as para as letras de suas canções. Apresentando-as em shows pela Bélgica, Selah Sue foi descoberta pelo músico conterrâneo Milow, que a convidou para abrir suas apresentações. Foi o primeiro passo para a cantora lançar, em 2011, o álbum de estreia, que levou seu nome e cujas canções logo se tornaram as mais tocadas nos Países Baixos – como “Raggamuffin”, “This World” e “Crazy Vibes”, além de um duo com o cantor de hip hop e funk CeeLo Green, “Please”. O segundo álbum, Reason é de 2015 e foi antecipado pelo single Alone, integrante de um EP lançado no ano anterior.

Sobre Selah Sue

Considerada pela revista Rolling Stone a grande revelação de 2012, a belga Selah Sue aprendeu a tocar violão sozinha quando era adolescente e decidiu cursar psicologia enquanto se aprimorava no instrumento. Para ela, o curso serviu para que entendesse melhor as emoções humanas, transpondo-as para as letras de suas canções. Apresentando-as em shows pela Bélgica, Selah Sue foi descoberta pelo músico conterrâneo Milow, que a convidou para abrir suas apresentações. Foi o primeiro passo para a cantora lançar, em 2011, o álbum de estreia, que levou seu nome e cujas canções logo se tornaram as mais tocadas nos Países Baixos – como “Raggamuffin”, “This World” e “Crazy Vibes”, além de um duo com o cantor de hip hop e funk CeeLo Green, “Please”. O segundo álbum, Reason é de 2015 e foi antecipado pelo single Alone, integrante de um EP lançado no ano anterior.

Sobre Selah Sue

Considerada pela revista Rolling Stone a grande revelação de 2012, a belga Selah Sue aprendeu a tocar violão sozinha quando era adolescente e decidiu cursar psicologia enquanto se aprimorava no instrumento. Para ela, o curso serviu para que entendesse melhor as emoções humanas, transpondo-as para as letras de suas canções. Apresentando-as em shows pela Bélgica, Selah Sue foi descoberta pelo músico conterrâneo Milow, que a convidou para abrir suas apresentações. Foi o primeiro passo para a cantora lançar, em 2011, o álbum de estreia, que levou seu nome e cujas canções logo se tornaram as mais tocadas nos Países Baixos – como “Raggamuffin”, “This World” e “Crazy Vibes”, além de um duo com o cantor de hip hop e funk CeeLo Green, “Please”. O segundo álbum, Reason é de 2015 e foi antecipado pelo single Alone, integrante de um EP lançado no ano anterior.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.