356x237

Artista

R.E.M.

Sobre R.E.M.

Nos anos 1980, quando os Estados Unidos se entregavam ao pop de Madonna e Michael Jackson e ao rock dos grandes shows de estádio, o R.E.M. construiu um caminho na contramão. O rock independente do quarteto formado por Michael Stipe (vocais), Mike Mills (baixo), Peter Buck (guitarra) e Bill Berry (bateria), estudantes da Universidade da Georgia, começou fazendo sucesso no circuito universitário e, graças às suas composições, expandiu as fronteiras de forma lenta. A crítica os aclamou desde o primeiro álbum, Murmur. No segundo, Reckoning, de 1984, tiveram o primeiro sucesso, com “So. Central Rain (I’m Sorry)”. A fase de maior popularidade começou com Document, de 1987, que contém “The One I Love”. Em 1990 veio “Losing My Religion”, a música mais vendida da banda em todo o mundo. Nos anos 1990, gravaram “Everybody Hurts” e “Man on the Moon”. Em 1997, depois de se recuperar de uma ruptura de aneurisma cerebral, Bill Berry pediu para deixar a banda, que continuou como trio – até anunciar seu fim em 2011, depois de Collapse into Now, seu 15º álbum.

356x237

R.E.M.

Nos anos 1980, quando os Estados Unidos se entregavam ao pop de Madonna e Michael Jackson e ao rock dos grandes shows de estádio, o R.E.M. construiu um caminho na contramão. O rock independente do quarteto formado por Michael Stipe (vocais), Mike Mills (baixo), Peter Buck (guitarra) e Bill Berry (bateria), estudantes da Universidade da Georgia, começou fazendo sucesso no circuito universitário e, graças às suas composições, expandiu as fronteiras de forma lenta. A crítica os aclamou desde o primeiro álbum, Murmur. No segundo, Reckoning, de 1984, tiveram o primeiro sucesso, com “So. Central Rain (I’m Sorry)”. A fase de maior popularidade começou com Document, de 1987, que contém “The One I Love”. Em 1990 veio “Losing My Religion”, a música mais vendida da banda em todo o mundo. Nos anos 1990, gravaram “Everybody Hurts” e “Man on the Moon”. Em 1997, depois de se recuperar de uma ruptura de aneurisma cerebral, Bill Berry pediu para deixar a banda, que continuou como trio – até anunciar seu fim em 2011, depois de Collapse into Now, seu 15º álbum.

Sobre R.E.M.

Nos anos 1980, quando os Estados Unidos se entregavam ao pop de Madonna e Michael Jackson e ao rock dos grandes shows de estádio, o R.E.M. construiu um caminho na contramão. O rock independente do quarteto formado por Michael Stipe (vocais), Mike Mills (baixo), Peter Buck (guitarra) e Bill Berry (bateria), estudantes da Universidade da Georgia, começou fazendo sucesso no circuito universitário e, graças às suas composições, expandiu as fronteiras de forma lenta. A crítica os aclamou desde o primeiro álbum, Murmur. No segundo, Reckoning, de 1984, tiveram o primeiro sucesso, com “So. Central Rain (I’m Sorry)”. A fase de maior popularidade começou com Document, de 1987, que contém “The One I Love”. Em 1990 veio “Losing My Religion”, a música mais vendida da banda em todo o mundo. Nos anos 1990, gravaram “Everybody Hurts” e “Man on the Moon”. Em 1997, depois de se recuperar de uma ruptura de aneurisma cerebral, Bill Berry pediu para deixar a banda, que continuou como trio – até anunciar seu fim em 2011, depois de Collapse into Now, seu 15º álbum.

Em destaque em Napster

500x500

O Melhor

Good vibes

Sobre R.E.M.

Nos anos 1980, quando os Estados Unidos se entregavam ao pop de Madonna e Michael Jackson e ao rock dos grandes shows de estádio, o R.E.M. construiu um caminho na contramão. O rock independente do quarteto formado por Michael Stipe (vocais), Mike Mills (baixo), Peter Buck (guitarra) e Bill Berry (bateria), estudantes da Universidade da Georgia, começou fazendo sucesso no circuito universitário e, graças às suas composições, expandiu as fronteiras de forma lenta. A crítica os aclamou desde o primeiro álbum, Murmur. No segundo, Reckoning, de 1984, tiveram o primeiro sucesso, com “So. Central Rain (I’m Sorry)”. A fase de maior popularidade começou com Document, de 1987, que contém “The One I Love”. Em 1990 veio “Losing My Religion”, a música mais vendida da banda em todo o mundo. Nos anos 1990, gravaram “Everybody Hurts” e “Man on the Moon”. Em 1997, depois de se recuperar de uma ruptura de aneurisma cerebral, Bill Berry pediu para deixar a banda, que continuou como trio – até anunciar seu fim em 2011, depois de Collapse into Now, seu 15º álbum.

Em destaque em Napster

500x500

O Melhor

Good vibes
Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.