356x237

Artista

Rage Against The Machine

Sobre Rage Against The Machine

A união do vocalista e letrista Zack de la Rocha com o guitarrista e compositor Tom Morello foi o equivalente, em música, a uma explosão de muitos megatons. Zack colocou as causas políticas mais prementes dos anos 1990 em letras contundentes, e sua fúria no palco conseguia transmitir a verdade por trás delas; Morello soube unir metal, funk e hip hop. O primeiro álbum, Rage Against the Machine, de 1993, continha “Freedom” (pela libertação do ativista Leonard Peltier) e “Killing in the Name” (sobre racismo), música que virou assinatura da banda. Depois do quarto trabalho, Renegades, Zack deixou subitamente a banda por sofrer um colapso nervoso. Os remanescentes formaram o Audioslave. O Rage voltou a se unir para shows em 2007, mas não lançou nenhum trabalho desde então.

356x237

Rage Against The Machine

A união do vocalista e letrista Zack de la Rocha com o guitarrista e compositor Tom Morello foi o equivalente, em música, a uma explosão de muitos megatons. Zack colocou as causas políticas mais prementes dos anos 1990 em letras contundentes, e sua fúria no palco conseguia transmitir a verdade por trás delas; Morello soube unir metal, funk e hip hop. O primeiro álbum, Rage Against the Machine, de 1993, continha “Freedom” (pela libertação do ativista Leonard Peltier) e “Killing in the Name” (sobre racismo), música que virou assinatura da banda. Depois do quarto trabalho, Renegades, Zack deixou subitamente a banda por sofrer um colapso nervoso. Os remanescentes formaram o Audioslave. O Rage voltou a se unir para shows em 2007, mas não lançou nenhum trabalho desde então.

Sobre Rage Against The Machine

A união do vocalista e letrista Zack de la Rocha com o guitarrista e compositor Tom Morello foi o equivalente, em música, a uma explosão de muitos megatons. Zack colocou as causas políticas mais prementes dos anos 1990 em letras contundentes, e sua fúria no palco conseguia transmitir a verdade por trás delas; Morello soube unir metal, funk e hip hop. O primeiro álbum, Rage Against the Machine, de 1993, continha “Freedom” (pela libertação do ativista Leonard Peltier) e “Killing in the Name” (sobre racismo), música que virou assinatura da banda. Depois do quarto trabalho, Renegades, Zack deixou subitamente a banda por sofrer um colapso nervoso. Os remanescentes formaram o Audioslave. O Rage voltou a se unir para shows em 2007, mas não lançou nenhum trabalho desde então.

Sobre Rage Against The Machine

A união do vocalista e letrista Zack de la Rocha com o guitarrista e compositor Tom Morello foi o equivalente, em música, a uma explosão de muitos megatons. Zack colocou as causas políticas mais prementes dos anos 1990 em letras contundentes, e sua fúria no palco conseguia transmitir a verdade por trás delas; Morello soube unir metal, funk e hip hop. O primeiro álbum, Rage Against the Machine, de 1993, continha “Freedom” (pela libertação do ativista Leonard Peltier) e “Killing in the Name” (sobre racismo), música que virou assinatura da banda. Depois do quarto trabalho, Renegades, Zack deixou subitamente a banda por sofrer um colapso nervoso. Os remanescentes formaram o Audioslave. O Rage voltou a se unir para shows em 2007, mas não lançou nenhum trabalho desde então.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.