356x237

Artista

RAEL (Rael da Rima)

Sobre RAEL (Rael da Rima)

Exclusivamente em carreira solo desde 2012, Rael da Rima (ou apenas Rael) integrou por dez anos o grupo de rap paulistano Pentágono. Responsável pelos refrãos e partes mais melódicas das músicas, o cantor e MC chamou a atenção graças a faixas como “É o Moio”, presença frequente nos programas especializados em hip hop. Ainda como membro do Pentágono, Rael soltou MP3 – Música Popular Do Terceiro Mundo, em 2010, exibindo seus interesses em reggae, jazz e MPB. Ainda Bem Que Eu Segui As Batidas Do Meu Coração (2013) ampliou ainda mais seu leque sonoro, com o afrobeat sendo acrescentado à mistura. Nesse período, Rael acompanhou Emicida em diversos shows e programas de TV, fazendo a segunda voz para o colega. No final de 2014, ele lançou o EP Diversoficando, que abre com “O Hip Hop É Foda, Pt. 2”. Assim como a “parte 1”, a faixa cita “A Bossa Nova É Foda”, de Caetano Veloso.

356x237

RAEL (Rael da Rima)

Exclusivamente em carreira solo desde 2012, Rael da Rima (ou apenas Rael) integrou por dez anos o grupo de rap paulistano Pentágono. Responsável pelos refrãos e partes mais melódicas das músicas, o cantor e MC chamou a atenção graças a faixas como “É o Moio”, presença frequente nos programas especializados em hip hop. Ainda como membro do Pentágono, Rael soltou MP3 – Música Popular Do Terceiro Mundo, em 2010, exibindo seus interesses em reggae, jazz e MPB. Ainda Bem Que Eu Segui As Batidas Do Meu Coração (2013) ampliou ainda mais seu leque sonoro, com o afrobeat sendo acrescentado à mistura. Nesse período, Rael acompanhou Emicida em diversos shows e programas de TV, fazendo a segunda voz para o colega. No final de 2014, ele lançou o EP Diversoficando, que abre com “O Hip Hop É Foda, Pt. 2”. Assim como a “parte 1”, a faixa cita “A Bossa Nova É Foda”, de Caetano Veloso.

Sobre RAEL (Rael da Rima)

Exclusivamente em carreira solo desde 2012, Rael da Rima (ou apenas Rael) integrou por dez anos o grupo de rap paulistano Pentágono. Responsável pelos refrãos e partes mais melódicas das músicas, o cantor e MC chamou a atenção graças a faixas como “É o Moio”, presença frequente nos programas especializados em hip hop. Ainda como membro do Pentágono, Rael soltou MP3 – Música Popular Do Terceiro Mundo, em 2010, exibindo seus interesses em reggae, jazz e MPB. Ainda Bem Que Eu Segui As Batidas Do Meu Coração (2013) ampliou ainda mais seu leque sonoro, com o afrobeat sendo acrescentado à mistura. Nesse período, Rael acompanhou Emicida em diversos shows e programas de TV, fazendo a segunda voz para o colega. No final de 2014, ele lançou o EP Diversoficando, que abre com “O Hip Hop É Foda, Pt. 2”. Assim como a “parte 1”, a faixa cita “A Bossa Nova É Foda”, de Caetano Veloso.

Sobre RAEL (Rael da Rima)

Exclusivamente em carreira solo desde 2012, Rael da Rima (ou apenas Rael) integrou por dez anos o grupo de rap paulistano Pentágono. Responsável pelos refrãos e partes mais melódicas das músicas, o cantor e MC chamou a atenção graças a faixas como “É o Moio”, presença frequente nos programas especializados em hip hop. Ainda como membro do Pentágono, Rael soltou MP3 – Música Popular Do Terceiro Mundo, em 2010, exibindo seus interesses em reggae, jazz e MPB. Ainda Bem Que Eu Segui As Batidas Do Meu Coração (2013) ampliou ainda mais seu leque sonoro, com o afrobeat sendo acrescentado à mistura. Nesse período, Rael acompanhou Emicida em diversos shows e programas de TV, fazendo a segunda voz para o colega. No final de 2014, ele lançou o EP Diversoficando, que abre com “O Hip Hop É Foda, Pt. 2”. Assim como a “parte 1”, a faixa cita “A Bossa Nova É Foda”, de Caetano Veloso.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.