356x237

Artista

Racionais Mc's

Sobre Racionais Mc's

Um dos grupos de rap de maior relevância no país, o Racionais MC’s deu seus primeiros passos em 1988, após o encontro de dois rappers da zona sul de São Paulo, os primos Mano Brown e Ice Blue, e dois amigos da zona norte, o rapper Edi Rock e o DJ KL Jay. Suas primeiras gravações foram “Pânico na Zona Sul” e “Tempos Difíceis”, divulgadas por meio da coletânea Consciência Black, com vários nomes do nascente hip hop brasileiro. Em 1990, o quarteto lançou Holocausto Urbano, que além das duas faixas trouxe também “Mulheres Vulgares”, outro clássico dos primórdios. Com Raio X Brasil (1993), o país conheceu “Fim de Semana no Parque” e “Homem na Estrada”, que transformaram Brown em letrista respeitado. Sobrevivendo no Inferno (1997) mudou o Racionais de patamar, sendo mais tarde considerado o 14º maior álbum da música brasileira pela Rolling Stone Brasil. O duplo Nada como um Dia após o Outro Dia (2002) manteve o grupo em alta. Já Cores & Valores (2014) foi criticado por alguns – por sua curta duração e sonoridade moderna – e elogiado por outros, sendo eleito o melhor disco nacional do ano pela Rolling Stone Brasil.

Artistas semelhantes

Black Alien, MV Bill, RZO, Rappin' Hood, Sabotage, Xis

356x237

Racionais Mc's

Um dos grupos de rap de maior relevância no país, o Racionais MC’s deu seus primeiros passos em 1988, após o encontro de dois rappers da zona sul de São Paulo, os primos Mano Brown e Ice Blue, e dois amigos da zona norte, o rapper Edi Rock e o DJ KL Jay. Suas primeiras gravações foram “Pânico na Zona Sul” e “Tempos Difíceis”, divulgadas por meio da coletânea Consciência Black, com vários nomes do nascente hip hop brasileiro. Em 1990, o quarteto lançou Holocausto Urbano, que além das duas faixas trouxe também “Mulheres Vulgares”, outro clássico dos primórdios. Com Raio X Brasil (1993), o país conheceu “Fim de Semana no Parque” e “Homem na Estrada”, que transformaram Brown em letrista respeitado. Sobrevivendo no Inferno (1997) mudou o Racionais de patamar, sendo mais tarde considerado o 14º maior álbum da música brasileira pela Rolling Stone Brasil. O duplo Nada como um Dia após o Outro Dia (2002) manteve o grupo em alta. Já Cores & Valores (2014) foi criticado por alguns – por sua curta duração e sonoridade moderna – e elogiado por outros, sendo eleito o melhor disco nacional do ano pela Rolling Stone Brasil.

Sobre Racionais Mc's

Um dos grupos de rap de maior relevância no país, o Racionais MC’s deu seus primeiros passos em 1988, após o encontro de dois rappers da zona sul de São Paulo, os primos Mano Brown e Ice Blue, e dois amigos da zona norte, o rapper Edi Rock e o DJ KL Jay. Suas primeiras gravações foram “Pânico na Zona Sul” e “Tempos Difíceis”, divulgadas por meio da coletânea Consciência Black, com vários nomes do nascente hip hop brasileiro. Em 1990, o quarteto lançou Holocausto Urbano, que além das duas faixas trouxe também “Mulheres Vulgares”, outro clássico dos primórdios. Com Raio X Brasil (1993), o país conheceu “Fim de Semana no Parque” e “Homem na Estrada”, que transformaram Brown em letrista respeitado. Sobrevivendo no Inferno (1997) mudou o Racionais de patamar, sendo mais tarde considerado o 14º maior álbum da música brasileira pela Rolling Stone Brasil. O duplo Nada como um Dia após o Outro Dia (2002) manteve o grupo em alta. Já Cores & Valores (2014) foi criticado por alguns – por sua curta duração e sonoridade moderna – e elogiado por outros, sendo eleito o melhor disco nacional do ano pela Rolling Stone Brasil.

Artistas semelhantes

Sobre Racionais Mc's

Um dos grupos de rap de maior relevância no país, o Racionais MC’s deu seus primeiros passos em 1988, após o encontro de dois rappers da zona sul de São Paulo, os primos Mano Brown e Ice Blue, e dois amigos da zona norte, o rapper Edi Rock e o DJ KL Jay. Suas primeiras gravações foram “Pânico na Zona Sul” e “Tempos Difíceis”, divulgadas por meio da coletânea Consciência Black, com vários nomes do nascente hip hop brasileiro. Em 1990, o quarteto lançou Holocausto Urbano, que além das duas faixas trouxe também “Mulheres Vulgares”, outro clássico dos primórdios. Com Raio X Brasil (1993), o país conheceu “Fim de Semana no Parque” e “Homem na Estrada”, que transformaram Brown em letrista respeitado. Sobrevivendo no Inferno (1997) mudou o Racionais de patamar, sendo mais tarde considerado o 14º maior álbum da música brasileira pela Rolling Stone Brasil. O duplo Nada como um Dia após o Outro Dia (2002) manteve o grupo em alta. Já Cores & Valores (2014) foi criticado por alguns – por sua curta duração e sonoridade moderna – e elogiado por outros, sendo eleito o melhor disco nacional do ano pela Rolling Stone Brasil.

Artistas semelhantes

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.