356x237

Artista

Paulinho Moska

Sobre Paulinho Moska

Paulinho Moska ganhou notoriedade junto a outros compositores da MPB que viram suas vozes e letras ganharem espaço em meados da década de 1990. Ao lado de Zeca Baleiro, Lenine e Chico César, Moska misturou a MPB tradicional aos ritmos brasileiros, ao rock e ao pop. Seus maiores sucessos na época foram as canções "Último Dia" (com Billy Brandão), "A Seta e o Alvo" (com Nilo Romero) e "Me Chama de Chão" (com Branco Mello/ Fernando Zarif). Vale lembrar que nos anos 1980, Moska liderou a banda Inimigos do Rei, que gravou os hits "Uma Barata Chamada Kafka" e "Adelaide" – o sucesso nas rádios e TVs levou o grupo a ganhar um Disco de Ouro. Moska deixou a banda em 1992, quando decidiu iniciar sua carreira solo. Seu primeiro álbum, Vontade, esteve mais ligado ao rock. Já o segundo, Pensar em Fazer Música, de 1995, pavimentou o que seria sua carreira dali para frente: a alquimia entre a MPB, o pop e os ritmos brasileiros.

356x237

Paulinho Moska

Paulinho Moska ganhou notoriedade junto a outros compositores da MPB que viram suas vozes e letras ganharem espaço em meados da década de 1990. Ao lado de Zeca Baleiro, Lenine e Chico César, Moska misturou a MPB tradicional aos ritmos brasileiros, ao rock e ao pop. Seus maiores sucessos na época foram as canções "Último Dia" (com Billy Brandão), "A Seta e o Alvo" (com Nilo Romero) e "Me Chama de Chão" (com Branco Mello/ Fernando Zarif). Vale lembrar que nos anos 1980, Moska liderou a banda Inimigos do Rei, que gravou os hits "Uma Barata Chamada Kafka" e "Adelaide" – o sucesso nas rádios e TVs levou o grupo a ganhar um Disco de Ouro. Moska deixou a banda em 1992, quando decidiu iniciar sua carreira solo. Seu primeiro álbum, Vontade, esteve mais ligado ao rock. Já o segundo, Pensar em Fazer Música, de 1995, pavimentou o que seria sua carreira dali para frente: a alquimia entre a MPB, o pop e os ritmos brasileiros.

Sobre Paulinho Moska

Paulinho Moska ganhou notoriedade junto a outros compositores da MPB que viram suas vozes e letras ganharem espaço em meados da década de 1990. Ao lado de Zeca Baleiro, Lenine e Chico César, Moska misturou a MPB tradicional aos ritmos brasileiros, ao rock e ao pop. Seus maiores sucessos na época foram as canções "Último Dia" (com Billy Brandão), "A Seta e o Alvo" (com Nilo Romero) e "Me Chama de Chão" (com Branco Mello/ Fernando Zarif). Vale lembrar que nos anos 1980, Moska liderou a banda Inimigos do Rei, que gravou os hits "Uma Barata Chamada Kafka" e "Adelaide" – o sucesso nas rádios e TVs levou o grupo a ganhar um Disco de Ouro. Moska deixou a banda em 1992, quando decidiu iniciar sua carreira solo. Seu primeiro álbum, Vontade, esteve mais ligado ao rock. Já o segundo, Pensar em Fazer Música, de 1995, pavimentou o que seria sua carreira dali para frente: a alquimia entre a MPB, o pop e os ritmos brasileiros.

Sobre Paulinho Moska

Paulinho Moska ganhou notoriedade junto a outros compositores da MPB que viram suas vozes e letras ganharem espaço em meados da década de 1990. Ao lado de Zeca Baleiro, Lenine e Chico César, Moska misturou a MPB tradicional aos ritmos brasileiros, ao rock e ao pop. Seus maiores sucessos na época foram as canções "Último Dia" (com Billy Brandão), "A Seta e o Alvo" (com Nilo Romero) e "Me Chama de Chão" (com Branco Mello/ Fernando Zarif). Vale lembrar que nos anos 1980, Moska liderou a banda Inimigos do Rei, que gravou os hits "Uma Barata Chamada Kafka" e "Adelaide" – o sucesso nas rádios e TVs levou o grupo a ganhar um Disco de Ouro. Moska deixou a banda em 1992, quando decidiu iniciar sua carreira solo. Seu primeiro álbum, Vontade, esteve mais ligado ao rock. Já o segundo, Pensar em Fazer Música, de 1995, pavimentou o que seria sua carreira dali para frente: a alquimia entre a MPB, o pop e os ritmos brasileiros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.