356x237

Artista

Os Cariocas

Sobre Os Cariocas

Um dos grupos mais longevos da história da música brasileira, Os Cariocas foi fundado pelos irmãos Ismael Netto e Severino Filho em 1942, quando ambos ainda eram adolescentes. Dois anos depois, assinaram com a então poderosa Rádio Nacional e fizeram história na chamada Era de Ouro da bossa nova – ao lado de Tom Jobim, por exemplo, participaram de uma das primeiras gravações de “Chega de Saudade”. Cantor, compositor, arranjador e maestro, Severino Filho se manteve à frente do conjunto até sua morte, em 2016. Ismael Netto, compositor de sucessos do samba-canção, morreu aos 30 anos, em 1956. Passando por diferentes formações Os Cariocas gravaram clássicos como “O Último Beijo", “Samba do Avião”, “Garota de Ipanema”, “Insensatez” e “Ela É Carioca”. A partir de 1968, Severino Filho enfrentou problemas com a ditadura militar que governava o país, e o grupo passou por um período obscuro. Voltou à ativa em 1990, com a gravação de Minha Namorada, cujo repertório traz “Águas de Março” e “Wave”. O último álbum dos Cariocas, Estamos Aí, saiu em 2013, com participação de Chico Buarque, Francis Hime e Leny Andrade, entre outros nomes consagrados da música brasileira. A história do grupo foi contada no documentário Eu, Meu pai e Os Cariocas – 70 Anos de Música no Brasil (2017), dirigido pela atriz Lúcia Veríssimo, filha de Severino Filho.

Artistas semelhantes

Mpb-4, Quarteto Em Cy, Roberto Menescal

356x237

Os Cariocas

Um dos grupos mais longevos da história da música brasileira, Os Cariocas foi fundado pelos irmãos Ismael Netto e Severino Filho em 1942, quando ambos ainda eram adolescentes. Dois anos depois, assinaram com a então poderosa Rádio Nacional e fizeram história na chamada Era de Ouro da bossa nova – ao lado de Tom Jobim, por exemplo, participaram de uma das primeiras gravações de “Chega de Saudade”. Cantor, compositor, arranjador e maestro, Severino Filho se manteve à frente do conjunto até sua morte, em 2016. Ismael Netto, compositor de sucessos do samba-canção, morreu aos 30 anos, em 1956. Passando por diferentes formações Os Cariocas gravaram clássicos como “O Último Beijo", “Samba do Avião”, “Garota de Ipanema”, “Insensatez” e “Ela É Carioca”. A partir de 1968, Severino Filho enfrentou problemas com a ditadura militar que governava o país, e o grupo passou por um período obscuro. Voltou à ativa em 1990, com a gravação de Minha Namorada, cujo repertório traz “Águas de Março” e “Wave”. O último álbum dos Cariocas, Estamos Aí, saiu em 2013, com participação de Chico Buarque, Francis Hime e Leny Andrade, entre outros nomes consagrados da música brasileira. A história do grupo foi contada no documentário Eu, Meu pai e Os Cariocas – 70 Anos de Música no Brasil (2017), dirigido pela atriz Lúcia Veríssimo, filha de Severino Filho.

Sobre Os Cariocas

Um dos grupos mais longevos da história da música brasileira, Os Cariocas foi fundado pelos irmãos Ismael Netto e Severino Filho em 1942, quando ambos ainda eram adolescentes. Dois anos depois, assinaram com a então poderosa Rádio Nacional e fizeram história na chamada Era de Ouro da bossa nova – ao lado de Tom Jobim, por exemplo, participaram de uma das primeiras gravações de “Chega de Saudade”. Cantor, compositor, arranjador e maestro, Severino Filho se manteve à frente do conjunto até sua morte, em 2016. Ismael Netto, compositor de sucessos do samba-canção, morreu aos 30 anos, em 1956. Passando por diferentes formações Os Cariocas gravaram clássicos como “O Último Beijo", “Samba do Avião”, “Garota de Ipanema”, “Insensatez” e “Ela É Carioca”. A partir de 1968, Severino Filho enfrentou problemas com a ditadura militar que governava o país, e o grupo passou por um período obscuro. Voltou à ativa em 1990, com a gravação de Minha Namorada, cujo repertório traz “Águas de Março” e “Wave”. O último álbum dos Cariocas, Estamos Aí, saiu em 2013, com participação de Chico Buarque, Francis Hime e Leny Andrade, entre outros nomes consagrados da música brasileira. A história do grupo foi contada no documentário Eu, Meu pai e Os Cariocas – 70 Anos de Música no Brasil (2017), dirigido pela atriz Lúcia Veríssimo, filha de Severino Filho.

Artistas semelhantes

Sobre Os Cariocas

Um dos grupos mais longevos da história da música brasileira, Os Cariocas foi fundado pelos irmãos Ismael Netto e Severino Filho em 1942, quando ambos ainda eram adolescentes. Dois anos depois, assinaram com a então poderosa Rádio Nacional e fizeram história na chamada Era de Ouro da bossa nova – ao lado de Tom Jobim, por exemplo, participaram de uma das primeiras gravações de “Chega de Saudade”. Cantor, compositor, arranjador e maestro, Severino Filho se manteve à frente do conjunto até sua morte, em 2016. Ismael Netto, compositor de sucessos do samba-canção, morreu aos 30 anos, em 1956. Passando por diferentes formações Os Cariocas gravaram clássicos como “O Último Beijo", “Samba do Avião”, “Garota de Ipanema”, “Insensatez” e “Ela É Carioca”. A partir de 1968, Severino Filho enfrentou problemas com a ditadura militar que governava o país, e o grupo passou por um período obscuro. Voltou à ativa em 1990, com a gravação de Minha Namorada, cujo repertório traz “Águas de Março” e “Wave”. O último álbum dos Cariocas, Estamos Aí, saiu em 2013, com participação de Chico Buarque, Francis Hime e Leny Andrade, entre outros nomes consagrados da música brasileira. A história do grupo foi contada no documentário Eu, Meu pai e Os Cariocas – 70 Anos de Música no Brasil (2017), dirigido pela atriz Lúcia Veríssimo, filha de Severino Filho.

Artistas semelhantes

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.