356x237

Artista

Michael Bublé

Sobre Michael Bublé

Apaixonado por jazz desde cedo, o canadense Michael Bublé começou a atrair os holofotes no início dos anos 2000. Já com um registro independente na bagagem, o cantor conseguiu que o renomado David Foster produzisse sua estreia oficial, o álbum batizado com seu nome, de 2003. Clássicos como “Fever”, “Sway” e “Summer Wind” ajudaram o trabalho a chegar perto da marca de 2 milhões de cópias vendidas. O lançamento seguinte, It’s Time (2005), foi certificado com Disco de Platina nos Estados Unidos, puxado por singles como “Feeling Good”, “Save the Last Dance for Me” e “Home”, canção escrita pelo próprio Bublé. Agraciado com um Grammy na categoria Pop Tradicional Call Me Irresponsible (2007) transformou o canadense em megastar, consagrando a fórmula dos álbuns anteriores, com releituras de standards e tratamento refinado para sucessos do pop. Em 2016, o cantor soltou Nobody But Me, antecipado pela faixa-título.

356x237

Michael Bublé

Apaixonado por jazz desde cedo, o canadense Michael Bublé começou a atrair os holofotes no início dos anos 2000. Já com um registro independente na bagagem, o cantor conseguiu que o renomado David Foster produzisse sua estreia oficial, o álbum batizado com seu nome, de 2003. Clássicos como “Fever”, “Sway” e “Summer Wind” ajudaram o trabalho a chegar perto da marca de 2 milhões de cópias vendidas. O lançamento seguinte, It’s Time (2005), foi certificado com Disco de Platina nos Estados Unidos, puxado por singles como “Feeling Good”, “Save the Last Dance for Me” e “Home”, canção escrita pelo próprio Bublé. Agraciado com um Grammy na categoria Pop Tradicional Call Me Irresponsible (2007) transformou o canadense em megastar, consagrando a fórmula dos álbuns anteriores, com releituras de standards e tratamento refinado para sucessos do pop. Em 2016, o cantor soltou Nobody But Me, antecipado pela faixa-título.

Sobre Michael Bublé

Apaixonado por jazz desde cedo, o canadense Michael Bublé começou a atrair os holofotes no início dos anos 2000. Já com um registro independente na bagagem, o cantor conseguiu que o renomado David Foster produzisse sua estreia oficial, o álbum batizado com seu nome, de 2003. Clássicos como “Fever”, “Sway” e “Summer Wind” ajudaram o trabalho a chegar perto da marca de 2 milhões de cópias vendidas. O lançamento seguinte, It’s Time (2005), foi certificado com Disco de Platina nos Estados Unidos, puxado por singles como “Feeling Good”, “Save the Last Dance for Me” e “Home”, canção escrita pelo próprio Bublé. Agraciado com um Grammy na categoria Pop Tradicional Call Me Irresponsible (2007) transformou o canadense em megastar, consagrando a fórmula dos álbuns anteriores, com releituras de standards e tratamento refinado para sucessos do pop. Em 2016, o cantor soltou Nobody But Me, antecipado pela faixa-título.

Sobre Michael Bublé

Apaixonado por jazz desde cedo, o canadense Michael Bublé começou a atrair os holofotes no início dos anos 2000. Já com um registro independente na bagagem, o cantor conseguiu que o renomado David Foster produzisse sua estreia oficial, o álbum batizado com seu nome, de 2003. Clássicos como “Fever”, “Sway” e “Summer Wind” ajudaram o trabalho a chegar perto da marca de 2 milhões de cópias vendidas. O lançamento seguinte, It’s Time (2005), foi certificado com Disco de Platina nos Estados Unidos, puxado por singles como “Feeling Good”, “Save the Last Dance for Me” e “Home”, canção escrita pelo próprio Bublé. Agraciado com um Grammy na categoria Pop Tradicional Call Me Irresponsible (2007) transformou o canadense em megastar, consagrando a fórmula dos álbuns anteriores, com releituras de standards e tratamento refinado para sucessos do pop. Em 2016, o cantor soltou Nobody But Me, antecipado pela faixa-título.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.