356x237

Artista

Melody Gardot

Sobre Melody Gardot

Com influências que vão de Miles Davis, passam por Nina Simone e chegam até a latinidade de Caetano Veloso, a americana Melody Gardot é um dos recentes nomes do jazz mundial, soltando a voz em sucessos como “Baby I’m a Fool” e a versão do clássico “La Vie en Rose”. Tudo começou depois de um grave acidente enquanto andava de bicicleta, aos 19 anos, quando Melody passou a usar a música como terapia. Aos 21, lançou de forma independente seu primeiro álbum, Worrisome Heart (2006), que dois anos mais tarde sairia por uma grande gravadora. Com o trabalho My One and Only Thrill (2009), recebeu três indicações ao Grammy, além de conquistar o segundo lugar na parada de jazz dos Estados Unidos. Com produção do brasileiro Heitor Pereira, lançou em 2012 The Absence, que atingiu o topo do ranking de jazz e emplacou um honroso 33º lugar no Billboard 200. Em junho de 2015, saiu Currency of Man.

356x237

Melody Gardot

Com influências que vão de Miles Davis, passam por Nina Simone e chegam até a latinidade de Caetano Veloso, a americana Melody Gardot é um dos recentes nomes do jazz mundial, soltando a voz em sucessos como “Baby I’m a Fool” e a versão do clássico “La Vie en Rose”. Tudo começou depois de um grave acidente enquanto andava de bicicleta, aos 19 anos, quando Melody passou a usar a música como terapia. Aos 21, lançou de forma independente seu primeiro álbum, Worrisome Heart (2006), que dois anos mais tarde sairia por uma grande gravadora. Com o trabalho My One and Only Thrill (2009), recebeu três indicações ao Grammy, além de conquistar o segundo lugar na parada de jazz dos Estados Unidos. Com produção do brasileiro Heitor Pereira, lançou em 2012 The Absence, que atingiu o topo do ranking de jazz e emplacou um honroso 33º lugar no Billboard 200. Em junho de 2015, saiu Currency of Man.

Sobre Melody Gardot

Com influências que vão de Miles Davis, passam por Nina Simone e chegam até a latinidade de Caetano Veloso, a americana Melody Gardot é um dos recentes nomes do jazz mundial, soltando a voz em sucessos como “Baby I’m a Fool” e a versão do clássico “La Vie en Rose”. Tudo começou depois de um grave acidente enquanto andava de bicicleta, aos 19 anos, quando Melody passou a usar a música como terapia. Aos 21, lançou de forma independente seu primeiro álbum, Worrisome Heart (2006), que dois anos mais tarde sairia por uma grande gravadora. Com o trabalho My One and Only Thrill (2009), recebeu três indicações ao Grammy, além de conquistar o segundo lugar na parada de jazz dos Estados Unidos. Com produção do brasileiro Heitor Pereira, lançou em 2012 The Absence, que atingiu o topo do ranking de jazz e emplacou um honroso 33º lugar no Billboard 200. Em junho de 2015, saiu Currency of Man.

Sobre Melody Gardot

Com influências que vão de Miles Davis, passam por Nina Simone e chegam até a latinidade de Caetano Veloso, a americana Melody Gardot é um dos recentes nomes do jazz mundial, soltando a voz em sucessos como “Baby I’m a Fool” e a versão do clássico “La Vie en Rose”. Tudo começou depois de um grave acidente enquanto andava de bicicleta, aos 19 anos, quando Melody passou a usar a música como terapia. Aos 21, lançou de forma independente seu primeiro álbum, Worrisome Heart (2006), que dois anos mais tarde sairia por uma grande gravadora. Com o trabalho My One and Only Thrill (2009), recebeu três indicações ao Grammy, além de conquistar o segundo lugar na parada de jazz dos Estados Unidos. Com produção do brasileiro Heitor Pereira, lançou em 2012 The Absence, que atingiu o topo do ranking de jazz e emplacou um honroso 33º lugar no Billboard 200. Em junho de 2015, saiu Currency of Man.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.