356x237

Artista

Massive Attack

Sobre Massive Attack

Um dos pioneiros do trip hop, o Massive Attack se tornou referência no gênero logo no lançamento do primeiro álbum, Blue Lines, em 1991. Além do sucesso entre a crítica, a sonoridade que agrega elementos de soul, hip hop e jazz, presente em singles como “Daydreaming” e “Safe from Harm”, rendeu o 13º lugar na parada britânica na estreia do grupo de Bristol. O segundo trabalho, Protection (1994), quarto lugar no Reino Unido, conta com colaboração de Tracey Thorn, integrante do Everything But The Girl, na faixa-título. Em 1998, os britânicos lançaram Mezzanine, e o hit “Teardrop” conquistou o primeiro topo no ranking da terra natal. Já 100th Window, de 2003, tem as presenças ilustres de Damon Albarn e Sinéad O’ Connor. Dos integrantes originais, apenas Robert Del Naja, o 3D, participou da produção do álbum. Após um hiato de sete anos, o Massive Attack voltou como duo – com o retorno de Daddy G – para o lançamento de Heligoland (2010). Blue Lines e Mezzanine figuram na lista dos 500 Melhores Discos de Todos os Tempos feita pela revista Rolling Stone.

356x237

Massive Attack

Um dos pioneiros do trip hop, o Massive Attack se tornou referência no gênero logo no lançamento do primeiro álbum, Blue Lines, em 1991. Além do sucesso entre a crítica, a sonoridade que agrega elementos de soul, hip hop e jazz, presente em singles como “Daydreaming” e “Safe from Harm”, rendeu o 13º lugar na parada britânica na estreia do grupo de Bristol. O segundo trabalho, Protection (1994), quarto lugar no Reino Unido, conta com colaboração de Tracey Thorn, integrante do Everything But The Girl, na faixa-título. Em 1998, os britânicos lançaram Mezzanine, e o hit “Teardrop” conquistou o primeiro topo no ranking da terra natal. Já 100th Window, de 2003, tem as presenças ilustres de Damon Albarn e Sinéad O’ Connor. Dos integrantes originais, apenas Robert Del Naja, o 3D, participou da produção do álbum. Após um hiato de sete anos, o Massive Attack voltou como duo – com o retorno de Daddy G – para o lançamento de Heligoland (2010). Blue Lines e Mezzanine figuram na lista dos 500 Melhores Discos de Todos os Tempos feita pela revista Rolling Stone.

Sobre Massive Attack

Um dos pioneiros do trip hop, o Massive Attack se tornou referência no gênero logo no lançamento do primeiro álbum, Blue Lines, em 1991. Além do sucesso entre a crítica, a sonoridade que agrega elementos de soul, hip hop e jazz, presente em singles como “Daydreaming” e “Safe from Harm”, rendeu o 13º lugar na parada britânica na estreia do grupo de Bristol. O segundo trabalho, Protection (1994), quarto lugar no Reino Unido, conta com colaboração de Tracey Thorn, integrante do Everything But The Girl, na faixa-título. Em 1998, os britânicos lançaram Mezzanine, e o hit “Teardrop” conquistou o primeiro topo no ranking da terra natal. Já 100th Window, de 2003, tem as presenças ilustres de Damon Albarn e Sinéad O’ Connor. Dos integrantes originais, apenas Robert Del Naja, o 3D, participou da produção do álbum. Após um hiato de sete anos, o Massive Attack voltou como duo – com o retorno de Daddy G – para o lançamento de Heligoland (2010). Blue Lines e Mezzanine figuram na lista dos 500 Melhores Discos de Todos os Tempos feita pela revista Rolling Stone.

Sobre Massive Attack

Um dos pioneiros do trip hop, o Massive Attack se tornou referência no gênero logo no lançamento do primeiro álbum, Blue Lines, em 1991. Além do sucesso entre a crítica, a sonoridade que agrega elementos de soul, hip hop e jazz, presente em singles como “Daydreaming” e “Safe from Harm”, rendeu o 13º lugar na parada britânica na estreia do grupo de Bristol. O segundo trabalho, Protection (1994), quarto lugar no Reino Unido, conta com colaboração de Tracey Thorn, integrante do Everything But The Girl, na faixa-título. Em 1998, os britânicos lançaram Mezzanine, e o hit “Teardrop” conquistou o primeiro topo no ranking da terra natal. Já 100th Window, de 2003, tem as presenças ilustres de Damon Albarn e Sinéad O’ Connor. Dos integrantes originais, apenas Robert Del Naja, o 3D, participou da produção do álbum. Após um hiato de sete anos, o Massive Attack voltou como duo – com o retorno de Daddy G – para o lançamento de Heligoland (2010). Blue Lines e Mezzanine figuram na lista dos 500 Melhores Discos de Todos os Tempos feita pela revista Rolling Stone.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.