356x237

Artista

Lee "Scratch" Perry

Sobre Lee "Scratch" Perry

Até se tornar um dos nomes mais importantes do reggae e do dub, Lee “Scratch” Perry construiu uma carreira errática e controvertida. Nascido em 1936 em Hanover, uma pequena cidade jamaicana, sob o nome de Rainford Hugh Perry, passou por diversas profissões até por volta dos 30 anos. Conta que descobriu “o poder do som” quando era operador de escavadeira em um canteiro de obras. Começou a trabalhar com música a convite do produtor musical Duke Reid, a quem acusou de roubar composições suas. Logo depois viveu decepção parecida no Studio One, onde era uma espécie de faz-tudo, de mensageiro a técnico de som e vocalista. Perry só achou o caminho a partir de 1968, quando fundou o próprio selo e formou uma banda, The Upsetters. No ano seguinte emplacou um sucesso, “Return of Django”, que lhe garantiu uma turnê de seis semanas pela Inglaterra. Nessa mesma época, os Upsetters se juntaram aos Wailers de Bob Marley, produzindo clássicos do reggae como “Small Axe”, “Duppy Conqueror”, “Kaya” e “Put It On”. A parceria entre Perry, Marley & Cia durou dois anos. Depois disso, Perry montou o estúdio Black Ark e viveu um período de ouro como compositor e produtor até 1979, quando, num surto de loucura, ateou fogo ao lugar. Voltou a gravar nos anos seguintes, mas só recuperaria a antiga forma em 1987, com o lançamento do álbum Time Boom X De Devil Dead. Em 2014, lançou 61º registro da carreira, Back on the Controls. Hoje, mais pacificado, Perry vive na Suíça.

356x237

Lee "Scratch" Perry

Até se tornar um dos nomes mais importantes do reggae e do dub, Lee “Scratch” Perry construiu uma carreira errática e controvertida. Nascido em 1936 em Hanover, uma pequena cidade jamaicana, sob o nome de Rainford Hugh Perry, passou por diversas profissões até por volta dos 30 anos. Conta que descobriu “o poder do som” quando era operador de escavadeira em um canteiro de obras. Começou a trabalhar com música a convite do produtor musical Duke Reid, a quem acusou de roubar composições suas. Logo depois viveu decepção parecida no Studio One, onde era uma espécie de faz-tudo, de mensageiro a técnico de som e vocalista. Perry só achou o caminho a partir de 1968, quando fundou o próprio selo e formou uma banda, The Upsetters. No ano seguinte emplacou um sucesso, “Return of Django”, que lhe garantiu uma turnê de seis semanas pela Inglaterra. Nessa mesma época, os Upsetters se juntaram aos Wailers de Bob Marley, produzindo clássicos do reggae como “Small Axe”, “Duppy Conqueror”, “Kaya” e “Put It On”. A parceria entre Perry, Marley & Cia durou dois anos. Depois disso, Perry montou o estúdio Black Ark e viveu um período de ouro como compositor e produtor até 1979, quando, num surto de loucura, ateou fogo ao lugar. Voltou a gravar nos anos seguintes, mas só recuperaria a antiga forma em 1987, com o lançamento do álbum Time Boom X De Devil Dead. Em 2014, lançou 61º registro da carreira, Back on the Controls. Hoje, mais pacificado, Perry vive na Suíça.

Sobre Lee "Scratch" Perry

Até se tornar um dos nomes mais importantes do reggae e do dub, Lee “Scratch” Perry construiu uma carreira errática e controvertida. Nascido em 1936 em Hanover, uma pequena cidade jamaicana, sob o nome de Rainford Hugh Perry, passou por diversas profissões até por volta dos 30 anos. Conta que descobriu “o poder do som” quando era operador de escavadeira em um canteiro de obras. Começou a trabalhar com música a convite do produtor musical Duke Reid, a quem acusou de roubar composições suas. Logo depois viveu decepção parecida no Studio One, onde era uma espécie de faz-tudo, de mensageiro a técnico de som e vocalista. Perry só achou o caminho a partir de 1968, quando fundou o próprio selo e formou uma banda, The Upsetters. No ano seguinte emplacou um sucesso, “Return of Django”, que lhe garantiu uma turnê de seis semanas pela Inglaterra. Nessa mesma época, os Upsetters se juntaram aos Wailers de Bob Marley, produzindo clássicos do reggae como “Small Axe”, “Duppy Conqueror”, “Kaya” e “Put It On”. A parceria entre Perry, Marley & Cia durou dois anos. Depois disso, Perry montou o estúdio Black Ark e viveu um período de ouro como compositor e produtor até 1979, quando, num surto de loucura, ateou fogo ao lugar. Voltou a gravar nos anos seguintes, mas só recuperaria a antiga forma em 1987, com o lançamento do álbum Time Boom X De Devil Dead. Em 2014, lançou 61º registro da carreira, Back on the Controls. Hoje, mais pacificado, Perry vive na Suíça.

Sobre Lee "Scratch" Perry

Até se tornar um dos nomes mais importantes do reggae e do dub, Lee “Scratch” Perry construiu uma carreira errática e controvertida. Nascido em 1936 em Hanover, uma pequena cidade jamaicana, sob o nome de Rainford Hugh Perry, passou por diversas profissões até por volta dos 30 anos. Conta que descobriu “o poder do som” quando era operador de escavadeira em um canteiro de obras. Começou a trabalhar com música a convite do produtor musical Duke Reid, a quem acusou de roubar composições suas. Logo depois viveu decepção parecida no Studio One, onde era uma espécie de faz-tudo, de mensageiro a técnico de som e vocalista. Perry só achou o caminho a partir de 1968, quando fundou o próprio selo e formou uma banda, The Upsetters. No ano seguinte emplacou um sucesso, “Return of Django”, que lhe garantiu uma turnê de seis semanas pela Inglaterra. Nessa mesma época, os Upsetters se juntaram aos Wailers de Bob Marley, produzindo clássicos do reggae como “Small Axe”, “Duppy Conqueror”, “Kaya” e “Put It On”. A parceria entre Perry, Marley & Cia durou dois anos. Depois disso, Perry montou o estúdio Black Ark e viveu um período de ouro como compositor e produtor até 1979, quando, num surto de loucura, ateou fogo ao lugar. Voltou a gravar nos anos seguintes, mas só recuperaria a antiga forma em 1987, com o lançamento do álbum Time Boom X De Devil Dead. Em 2014, lançou 61º registro da carreira, Back on the Controls. Hoje, mais pacificado, Perry vive na Suíça.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.