356x237

Artista

Kendrick Lamar

Sobre Kendrick Lamar

Nome onipresente nas listas dos mais bem-sucedidos astros do rap/hip hop mundial, o americano Kendrick Lamar nasceu em 1987 e se apaixonou ainda criança pelo estilo musical que viria a desenvolver. Em 2004, ele lançou sua primeira mixtape e, dois anos depois, já ganhava a oportunidade de abrir shows do badalado rapper The Game, com quem gravou as faixas “The Cypha” e “Cali Niggaz”. Em 2009, resolveu deixar para trás o pseudônimo artístico que usava até então, K-Dot, e assumiu o nome de batismo, por sinal uma homenagem da mãe ao cantor Eddie Kendricks, dos Temptations. Seu primeiro álbum, o independente Section 80 (2011), conseguiu boa repercussão e lhe valeu convite da gravadora Interscope (do conglomerado Universal Music), que lançou Good Kid M.A.A.D. City (2012), com faixas produzidas por Pharrell Willians e Dr. Dre. Com letras politizadas e uma inusitada mistura de gangsta rap, jazz, soul, funk e soul, Kendrick Lamar incendiou a cerimônia do Grammy de 2016 cantando “The Blacker the Berry” e “Alright”, faixas de To Pimp a Butterfly, e levou para casa os prêmios de Canção Rap, Performance Rap, Colaboração Rap, Vídeo Musical e Álbum Rap. Em 2017, o astro foi parar novamente no topo das paradas com o registro Damn, puxado pelo single “Humble”.

356x237

Kendrick Lamar

Nome onipresente nas listas dos mais bem-sucedidos astros do rap/hip hop mundial, o americano Kendrick Lamar nasceu em 1987 e se apaixonou ainda criança pelo estilo musical que viria a desenvolver. Em 2004, ele lançou sua primeira mixtape e, dois anos depois, já ganhava a oportunidade de abrir shows do badalado rapper The Game, com quem gravou as faixas “The Cypha” e “Cali Niggaz”. Em 2009, resolveu deixar para trás o pseudônimo artístico que usava até então, K-Dot, e assumiu o nome de batismo, por sinal uma homenagem da mãe ao cantor Eddie Kendricks, dos Temptations. Seu primeiro álbum, o independente Section 80 (2011), conseguiu boa repercussão e lhe valeu convite da gravadora Interscope (do conglomerado Universal Music), que lançou Good Kid M.A.A.D. City (2012), com faixas produzidas por Pharrell Willians e Dr. Dre. Com letras politizadas e uma inusitada mistura de gangsta rap, jazz, soul, funk e soul, Kendrick Lamar incendiou a cerimônia do Grammy de 2016 cantando “The Blacker the Berry” e “Alright”, faixas de To Pimp a Butterfly, e levou para casa os prêmios de Canção Rap, Performance Rap, Colaboração Rap, Vídeo Musical e Álbum Rap. Em 2017, o astro foi parar novamente no topo das paradas com o registro Damn, puxado pelo single “Humble”.

Sobre Kendrick Lamar

Nome onipresente nas listas dos mais bem-sucedidos astros do rap/hip hop mundial, o americano Kendrick Lamar nasceu em 1987 e se apaixonou ainda criança pelo estilo musical que viria a desenvolver. Em 2004, ele lançou sua primeira mixtape e, dois anos depois, já ganhava a oportunidade de abrir shows do badalado rapper The Game, com quem gravou as faixas “The Cypha” e “Cali Niggaz”. Em 2009, resolveu deixar para trás o pseudônimo artístico que usava até então, K-Dot, e assumiu o nome de batismo, por sinal uma homenagem da mãe ao cantor Eddie Kendricks, dos Temptations. Seu primeiro álbum, o independente Section 80 (2011), conseguiu boa repercussão e lhe valeu convite da gravadora Interscope (do conglomerado Universal Music), que lançou Good Kid M.A.A.D. City (2012), com faixas produzidas por Pharrell Willians e Dr. Dre. Com letras politizadas e uma inusitada mistura de gangsta rap, jazz, soul, funk e soul, Kendrick Lamar incendiou a cerimônia do Grammy de 2016 cantando “The Blacker the Berry” e “Alright”, faixas de To Pimp a Butterfly, e levou para casa os prêmios de Canção Rap, Performance Rap, Colaboração Rap, Vídeo Musical e Álbum Rap. Em 2017, o astro foi parar novamente no topo das paradas com o registro Damn, puxado pelo single “Humble”.

Em destaque em Napster

500x500

O Melhor

Crossfit Hip-Hop

Sobre Kendrick Lamar

Nome onipresente nas listas dos mais bem-sucedidos astros do rap/hip hop mundial, o americano Kendrick Lamar nasceu em 1987 e se apaixonou ainda criança pelo estilo musical que viria a desenvolver. Em 2004, ele lançou sua primeira mixtape e, dois anos depois, já ganhava a oportunidade de abrir shows do badalado rapper The Game, com quem gravou as faixas “The Cypha” e “Cali Niggaz”. Em 2009, resolveu deixar para trás o pseudônimo artístico que usava até então, K-Dot, e assumiu o nome de batismo, por sinal uma homenagem da mãe ao cantor Eddie Kendricks, dos Temptations. Seu primeiro álbum, o independente Section 80 (2011), conseguiu boa repercussão e lhe valeu convite da gravadora Interscope (do conglomerado Universal Music), que lançou Good Kid M.A.A.D. City (2012), com faixas produzidas por Pharrell Willians e Dr. Dre. Com letras politizadas e uma inusitada mistura de gangsta rap, jazz, soul, funk e soul, Kendrick Lamar incendiou a cerimônia do Grammy de 2016 cantando “The Blacker the Berry” e “Alright”, faixas de To Pimp a Butterfly, e levou para casa os prêmios de Canção Rap, Performance Rap, Colaboração Rap, Vídeo Musical e Álbum Rap. Em 2017, o astro foi parar novamente no topo das paradas com o registro Damn, puxado pelo single “Humble”.

Em destaque em Napster

500x500

O Melhor

Crossfit Hip-Hop
Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.