356x237

Artista

Jimmy Page

Sobre Jimmy Page

Inquestionavelmente um dos mais influentes e habilidosos guitarristas de todos os tempos, Jimmy Page teve contato com o instrumento aos 13 anos de idade. De 1966 a 1968, época em que tinha pouco mais de 20 anos, fez parte, ao lado de Jeff Beck, do Yardbirds. Logo em seguida, fundou uma das maiores bandas que o mundo já viu: o Led Zeppelin. Com John Bonham, John Paul Jones e Robert Plant, o músico entrou para o grupo de grandes heróis da guitarra com solos e composições como “Stairway to Heaven”, “Heartbreaker”, “Black Dog” e “Dazed and Confused”. Depois do fim do Zeppelin, em decorrência da morte de Bonham em 1980, Page sumiu do show biz por um breve período até retornar na trilha sonora do filme Desejo de Matar 2 (1982) e em uma série de shows acompanhado de Eric Clapton e Jeff Beck. Em 1984, convocou Plant, Beck e Nile Rodgers para formar o Honeydrippers, que rendeu apenas um EP. Reuniões (ou tentativas de reuniões) com os remanescentes do Led Zeppelin e colaborações com variados artistas marcaram a segunda metade dos anos 1980. Após The Outrider (1988) – único projeto totalmente solo de Page – e Coverdale Page (1993) – como o título anuncia, uma parceria com David Coverdale –, o guitarrista se juntou ao antigo parceiro de banda Robert Plant para o lançamento de No Quarter (1994), álbum acústico com releituras de canções do Zeppelin. A dobradinha se repetiu quatro anos depois em Walking into Clarksdale, registro de inéditas que passou quase despercebido do público. Desde então, Page, que chegou a fazer turnê com o Black Crowes na virada do último milênio, é alvo de rumores sobre possíveis reencontros com os antigos comparsas de banda. Com duas introduções no Rock and Roll Hall of Fame – uma pelo Yardbirds e outra pelo Zeppelin –, o músico foi considerado o terceiro maior guitarrista de todos os tempos pela revista Rolling Stone.

356x237

Jimmy Page

Inquestionavelmente um dos mais influentes e habilidosos guitarristas de todos os tempos, Jimmy Page teve contato com o instrumento aos 13 anos de idade. De 1966 a 1968, época em que tinha pouco mais de 20 anos, fez parte, ao lado de Jeff Beck, do Yardbirds. Logo em seguida, fundou uma das maiores bandas que o mundo já viu: o Led Zeppelin. Com John Bonham, John Paul Jones e Robert Plant, o músico entrou para o grupo de grandes heróis da guitarra com solos e composições como “Stairway to Heaven”, “Heartbreaker”, “Black Dog” e “Dazed and Confused”. Depois do fim do Zeppelin, em decorrência da morte de Bonham em 1980, Page sumiu do show biz por um breve período até retornar na trilha sonora do filme Desejo de Matar 2 (1982) e em uma série de shows acompanhado de Eric Clapton e Jeff Beck. Em 1984, convocou Plant, Beck e Nile Rodgers para formar o Honeydrippers, que rendeu apenas um EP. Reuniões (ou tentativas de reuniões) com os remanescentes do Led Zeppelin e colaborações com variados artistas marcaram a segunda metade dos anos 1980. Após The Outrider (1988) – único projeto totalmente solo de Page – e Coverdale Page (1993) – como o título anuncia, uma parceria com David Coverdale –, o guitarrista se juntou ao antigo parceiro de banda Robert Plant para o lançamento de No Quarter (1994), álbum acústico com releituras de canções do Zeppelin. A dobradinha se repetiu quatro anos depois em Walking into Clarksdale, registro de inéditas que passou quase despercebido do público. Desde então, Page, que chegou a fazer turnê com o Black Crowes na virada do último milênio, é alvo de rumores sobre possíveis reencontros com os antigos comparsas de banda. Com duas introduções no Rock and Roll Hall of Fame – uma pelo Yardbirds e outra pelo Zeppelin –, o músico foi considerado o terceiro maior guitarrista de todos os tempos pela revista Rolling Stone.

Sobre Jimmy Page

Inquestionavelmente um dos mais influentes e habilidosos guitarristas de todos os tempos, Jimmy Page teve contato com o instrumento aos 13 anos de idade. De 1966 a 1968, época em que tinha pouco mais de 20 anos, fez parte, ao lado de Jeff Beck, do Yardbirds. Logo em seguida, fundou uma das maiores bandas que o mundo já viu: o Led Zeppelin. Com John Bonham, John Paul Jones e Robert Plant, o músico entrou para o grupo de grandes heróis da guitarra com solos e composições como “Stairway to Heaven”, “Heartbreaker”, “Black Dog” e “Dazed and Confused”. Depois do fim do Zeppelin, em decorrência da morte de Bonham em 1980, Page sumiu do show biz por um breve período até retornar na trilha sonora do filme Desejo de Matar 2 (1982) e em uma série de shows acompanhado de Eric Clapton e Jeff Beck. Em 1984, convocou Plant, Beck e Nile Rodgers para formar o Honeydrippers, que rendeu apenas um EP. Reuniões (ou tentativas de reuniões) com os remanescentes do Led Zeppelin e colaborações com variados artistas marcaram a segunda metade dos anos 1980. Após The Outrider (1988) – único projeto totalmente solo de Page – e Coverdale Page (1993) – como o título anuncia, uma parceria com David Coverdale –, o guitarrista se juntou ao antigo parceiro de banda Robert Plant para o lançamento de No Quarter (1994), álbum acústico com releituras de canções do Zeppelin. A dobradinha se repetiu quatro anos depois em Walking into Clarksdale, registro de inéditas que passou quase despercebido do público. Desde então, Page, que chegou a fazer turnê com o Black Crowes na virada do último milênio, é alvo de rumores sobre possíveis reencontros com os antigos comparsas de banda. Com duas introduções no Rock and Roll Hall of Fame – uma pelo Yardbirds e outra pelo Zeppelin –, o músico foi considerado o terceiro maior guitarrista de todos os tempos pela revista Rolling Stone.

Sobre Jimmy Page

Inquestionavelmente um dos mais influentes e habilidosos guitarristas de todos os tempos, Jimmy Page teve contato com o instrumento aos 13 anos de idade. De 1966 a 1968, época em que tinha pouco mais de 20 anos, fez parte, ao lado de Jeff Beck, do Yardbirds. Logo em seguida, fundou uma das maiores bandas que o mundo já viu: o Led Zeppelin. Com John Bonham, John Paul Jones e Robert Plant, o músico entrou para o grupo de grandes heróis da guitarra com solos e composições como “Stairway to Heaven”, “Heartbreaker”, “Black Dog” e “Dazed and Confused”. Depois do fim do Zeppelin, em decorrência da morte de Bonham em 1980, Page sumiu do show biz por um breve período até retornar na trilha sonora do filme Desejo de Matar 2 (1982) e em uma série de shows acompanhado de Eric Clapton e Jeff Beck. Em 1984, convocou Plant, Beck e Nile Rodgers para formar o Honeydrippers, que rendeu apenas um EP. Reuniões (ou tentativas de reuniões) com os remanescentes do Led Zeppelin e colaborações com variados artistas marcaram a segunda metade dos anos 1980. Após The Outrider (1988) – único projeto totalmente solo de Page – e Coverdale Page (1993) – como o título anuncia, uma parceria com David Coverdale –, o guitarrista se juntou ao antigo parceiro de banda Robert Plant para o lançamento de No Quarter (1994), álbum acústico com releituras de canções do Zeppelin. A dobradinha se repetiu quatro anos depois em Walking into Clarksdale, registro de inéditas que passou quase despercebido do público. Desde então, Page, que chegou a fazer turnê com o Black Crowes na virada do último milênio, é alvo de rumores sobre possíveis reencontros com os antigos comparsas de banda. Com duas introduções no Rock and Roll Hall of Fame – uma pelo Yardbirds e outra pelo Zeppelin –, o músico foi considerado o terceiro maior guitarrista de todos os tempos pela revista Rolling Stone.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.