356x237

Artista

Geraldo Vandré

Sobre Geraldo Vandré

Vindo da Paraíba, Geraldo Vandré iniciou sua trajetória musical no Rio de Janeiro, coligado com artistas como Baden Powell e Luís Eça. Com Carlos Lyra, compôs “Aruanda” e “Quem Quiser Encontrar o Amor”. O primeiro álbum chegou em 1964, trazendo as hoje clássicas “Fica Mal com Deus” e “Menino das Laranjas”. As participações de Vandré nos festivais de MPB da TV Excelsior foram cruciais para popularizar sua imagem. Mas foi no festival da TV Record, em 1966, que ele experimentou a glória: primeiro lugar com “Disparada”, interpretada por Jair Rodrigues, num empate com “A Banda”, de Chico Buarque. Já sua canção assinatura, “Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores”, ficou em segundo no festival da Globo, em 1968, para revolta dos espectadores, que preferiam a música à vencedora “Sabiá”, de Chico e Tom Jobim. Com as perseguições desencadeadas pelo regime militar no Brasil, Vandré buscou exílio em países como Chile e França. Apesar de fazer apresentações esporádicas no exterior, por aqui ele preferiu deixar a música em segundo plano e seguir atuando como advogado.

356x237

Geraldo Vandré

Vindo da Paraíba, Geraldo Vandré iniciou sua trajetória musical no Rio de Janeiro, coligado com artistas como Baden Powell e Luís Eça. Com Carlos Lyra, compôs “Aruanda” e “Quem Quiser Encontrar o Amor”. O primeiro álbum chegou em 1964, trazendo as hoje clássicas “Fica Mal com Deus” e “Menino das Laranjas”. As participações de Vandré nos festivais de MPB da TV Excelsior foram cruciais para popularizar sua imagem. Mas foi no festival da TV Record, em 1966, que ele experimentou a glória: primeiro lugar com “Disparada”, interpretada por Jair Rodrigues, num empate com “A Banda”, de Chico Buarque. Já sua canção assinatura, “Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores”, ficou em segundo no festival da Globo, em 1968, para revolta dos espectadores, que preferiam a música à vencedora “Sabiá”, de Chico e Tom Jobim. Com as perseguições desencadeadas pelo regime militar no Brasil, Vandré buscou exílio em países como Chile e França. Apesar de fazer apresentações esporádicas no exterior, por aqui ele preferiu deixar a música em segundo plano e seguir atuando como advogado.

Sobre Geraldo Vandré

Vindo da Paraíba, Geraldo Vandré iniciou sua trajetória musical no Rio de Janeiro, coligado com artistas como Baden Powell e Luís Eça. Com Carlos Lyra, compôs “Aruanda” e “Quem Quiser Encontrar o Amor”. O primeiro álbum chegou em 1964, trazendo as hoje clássicas “Fica Mal com Deus” e “Menino das Laranjas”. As participações de Vandré nos festivais de MPB da TV Excelsior foram cruciais para popularizar sua imagem. Mas foi no festival da TV Record, em 1966, que ele experimentou a glória: primeiro lugar com “Disparada”, interpretada por Jair Rodrigues, num empate com “A Banda”, de Chico Buarque. Já sua canção assinatura, “Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores”, ficou em segundo no festival da Globo, em 1968, para revolta dos espectadores, que preferiam a música à vencedora “Sabiá”, de Chico e Tom Jobim. Com as perseguições desencadeadas pelo regime militar no Brasil, Vandré buscou exílio em países como Chile e França. Apesar de fazer apresentações esporádicas no exterior, por aqui ele preferiu deixar a música em segundo plano e seguir atuando como advogado.

Sobre Geraldo Vandré

Vindo da Paraíba, Geraldo Vandré iniciou sua trajetória musical no Rio de Janeiro, coligado com artistas como Baden Powell e Luís Eça. Com Carlos Lyra, compôs “Aruanda” e “Quem Quiser Encontrar o Amor”. O primeiro álbum chegou em 1964, trazendo as hoje clássicas “Fica Mal com Deus” e “Menino das Laranjas”. As participações de Vandré nos festivais de MPB da TV Excelsior foram cruciais para popularizar sua imagem. Mas foi no festival da TV Record, em 1966, que ele experimentou a glória: primeiro lugar com “Disparada”, interpretada por Jair Rodrigues, num empate com “A Banda”, de Chico Buarque. Já sua canção assinatura, “Pra Não Dizer Que Não Falei das Flores”, ficou em segundo no festival da Globo, em 1968, para revolta dos espectadores, que preferiam a música à vencedora “Sabiá”, de Chico e Tom Jobim. Com as perseguições desencadeadas pelo regime militar no Brasil, Vandré buscou exílio em países como Chile e França. Apesar de fazer apresentações esporádicas no exterior, por aqui ele preferiu deixar a música em segundo plano e seguir atuando como advogado.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.