356x237

Artista

As Frenéticas

Sobre As Frenéticas

Nelson Motta, dono da boate Frenetic Dancing Days, febre da noite carioca na segunda metade dos anos 1970, foi o idealizador do grupo As Frenéticas. O letrista, empresário e produtor convocou seis garotas para, além de trabalharem como garçonetes, subir ao palco de surpresa para cantar. A ideia deu tão certo que em 1977 o grupo lançou seu primeiro álbum, homônimo. O trabalho contou com o sucesso “Perigosa”, composição de Rita Lee, além dos destaques “Fonte de Juventude” e “A Felicidade Bate à Sua Porta”. No ano seguinte, caíram nas graças do país com o hit “Dancing Days”, que virou tema da bem-sucedida novela de mesmo título e um clássico do pop nacional. A dobradinha com as produções de dramaturgia globais seguiu dando frutos, com “O Preto Que Satisfaz”, incluída no álbum Caia Na Gandaia (1978), sendo tema de abertura de Feijão Maravilha. Entre 1979 e 1983, ano em que se separaram, As Frenéticas tiveram espaço nas rádios com “Ai! Se Eles Te Pegam”, versão da canção de Chico Buarque, a marchinha “É Que Nessa Encarnação Eu Nasci Manga” e “Você Escolheu o Super-Herói Errado”. O grupo ainda se reuniu em 1992, para a gravação de “As Perigosas Peruas”, mais um tema de abertura de novela, e, com apenas algumas integrantes da formação original, lançou Para Salvar a Terra, em 2001.

356x237

As Frenéticas

Nelson Motta, dono da boate Frenetic Dancing Days, febre da noite carioca na segunda metade dos anos 1970, foi o idealizador do grupo As Frenéticas. O letrista, empresário e produtor convocou seis garotas para, além de trabalharem como garçonetes, subir ao palco de surpresa para cantar. A ideia deu tão certo que em 1977 o grupo lançou seu primeiro álbum, homônimo. O trabalho contou com o sucesso “Perigosa”, composição de Rita Lee, além dos destaques “Fonte de Juventude” e “A Felicidade Bate à Sua Porta”. No ano seguinte, caíram nas graças do país com o hit “Dancing Days”, que virou tema da bem-sucedida novela de mesmo título e um clássico do pop nacional. A dobradinha com as produções de dramaturgia globais seguiu dando frutos, com “O Preto Que Satisfaz”, incluída no álbum Caia Na Gandaia (1978), sendo tema de abertura de Feijão Maravilha. Entre 1979 e 1983, ano em que se separaram, As Frenéticas tiveram espaço nas rádios com “Ai! Se Eles Te Pegam”, versão da canção de Chico Buarque, a marchinha “É Que Nessa Encarnação Eu Nasci Manga” e “Você Escolheu o Super-Herói Errado”. O grupo ainda se reuniu em 1992, para a gravação de “As Perigosas Peruas”, mais um tema de abertura de novela, e, com apenas algumas integrantes da formação original, lançou Para Salvar a Terra, em 2001.

Sobre As Frenéticas

Nelson Motta, dono da boate Frenetic Dancing Days, febre da noite carioca na segunda metade dos anos 1970, foi o idealizador do grupo As Frenéticas. O letrista, empresário e produtor convocou seis garotas para, além de trabalharem como garçonetes, subir ao palco de surpresa para cantar. A ideia deu tão certo que em 1977 o grupo lançou seu primeiro álbum, homônimo. O trabalho contou com o sucesso “Perigosa”, composição de Rita Lee, além dos destaques “Fonte de Juventude” e “A Felicidade Bate à Sua Porta”. No ano seguinte, caíram nas graças do país com o hit “Dancing Days”, que virou tema da bem-sucedida novela de mesmo título e um clássico do pop nacional. A dobradinha com as produções de dramaturgia globais seguiu dando frutos, com “O Preto Que Satisfaz”, incluída no álbum Caia Na Gandaia (1978), sendo tema de abertura de Feijão Maravilha. Entre 1979 e 1983, ano em que se separaram, As Frenéticas tiveram espaço nas rádios com “Ai! Se Eles Te Pegam”, versão da canção de Chico Buarque, a marchinha “É Que Nessa Encarnação Eu Nasci Manga” e “Você Escolheu o Super-Herói Errado”. O grupo ainda se reuniu em 1992, para a gravação de “As Perigosas Peruas”, mais um tema de abertura de novela, e, com apenas algumas integrantes da formação original, lançou Para Salvar a Terra, em 2001.

Sobre As Frenéticas

Nelson Motta, dono da boate Frenetic Dancing Days, febre da noite carioca na segunda metade dos anos 1970, foi o idealizador do grupo As Frenéticas. O letrista, empresário e produtor convocou seis garotas para, além de trabalharem como garçonetes, subir ao palco de surpresa para cantar. A ideia deu tão certo que em 1977 o grupo lançou seu primeiro álbum, homônimo. O trabalho contou com o sucesso “Perigosa”, composição de Rita Lee, além dos destaques “Fonte de Juventude” e “A Felicidade Bate à Sua Porta”. No ano seguinte, caíram nas graças do país com o hit “Dancing Days”, que virou tema da bem-sucedida novela de mesmo título e um clássico do pop nacional. A dobradinha com as produções de dramaturgia globais seguiu dando frutos, com “O Preto Que Satisfaz”, incluída no álbum Caia Na Gandaia (1978), sendo tema de abertura de Feijão Maravilha. Entre 1979 e 1983, ano em que se separaram, As Frenéticas tiveram espaço nas rádios com “Ai! Se Eles Te Pegam”, versão da canção de Chico Buarque, a marchinha “É Que Nessa Encarnação Eu Nasci Manga” e “Você Escolheu o Super-Herói Errado”. O grupo ainda se reuniu em 1992, para a gravação de “As Perigosas Peruas”, mais um tema de abertura de novela, e, com apenas algumas integrantes da formação original, lançou Para Salvar a Terra, em 2001.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.