356x237

Artista

Diana Fuentes

Sobre Diana Fuentes

Com habilidade no piano e no violão, além de ter estudado balé por muitos anos, em 2001 a cubana Diana Fuentes começou a cantar profissionalmente no grupo de música afrocubana Síntesis. Com a banda, foi indicada ao Grammy Latino em 2002, pelo álbum Habana Flor de Piel. Na mesma premiação, concorreu ainda pelo registro X Moré, do rapper conterrâneo X Alfonso. Diana Fuentes trabalhou com outros nomes de destaque em seu país, a exemplo de Amaury Pérez, Omara Portuondo, Aldo López Gavilán e Pablo Milanés. Fã declarada de Billie Holliday, Ella Fitzgerald e Erykah Badu, em 2008 ela deu os primeiros passos na carreira solo, gravando o álbum Amargo Pero Dulce, com repertório em sua maior parte de composições próprias, uma mistura de pop, soul e R&B. O reconhecimento internacional veio com o registro Planeta Planetario, de 2014, produzido pelo porto-riquenho Eduardo Cabra, conhecido no cenário reggaeton como Visitante e com quem Diana foi casada. Em 2017, morando em Miami, ela soltou o single “La Fortuna”, feito em colaboração com o também porto-riquenho Tommy Torres. A faixa antecipa o lançamento de Todo Está Pasando, que contou com a participação de Seu Jorge na canção "Para Remendar el Cielo".

356x237

Diana Fuentes

Com habilidade no piano e no violão, além de ter estudado balé por muitos anos, em 2001 a cubana Diana Fuentes começou a cantar profissionalmente no grupo de música afrocubana Síntesis. Com a banda, foi indicada ao Grammy Latino em 2002, pelo álbum Habana Flor de Piel. Na mesma premiação, concorreu ainda pelo registro X Moré, do rapper conterrâneo X Alfonso. Diana Fuentes trabalhou com outros nomes de destaque em seu país, a exemplo de Amaury Pérez, Omara Portuondo, Aldo López Gavilán e Pablo Milanés. Fã declarada de Billie Holliday, Ella Fitzgerald e Erykah Badu, em 2008 ela deu os primeiros passos na carreira solo, gravando o álbum Amargo Pero Dulce, com repertório em sua maior parte de composições próprias, uma mistura de pop, soul e R&B. O reconhecimento internacional veio com o registro Planeta Planetario, de 2014, produzido pelo porto-riquenho Eduardo Cabra, conhecido no cenário reggaeton como Visitante e com quem Diana foi casada. Em 2017, morando em Miami, ela soltou o single “La Fortuna”, feito em colaboração com o também porto-riquenho Tommy Torres. A faixa antecipa o lançamento de Todo Está Pasando, que contou com a participação de Seu Jorge na canção "Para Remendar el Cielo".

Sobre Diana Fuentes

Com habilidade no piano e no violão, além de ter estudado balé por muitos anos, em 2001 a cubana Diana Fuentes começou a cantar profissionalmente no grupo de música afrocubana Síntesis. Com a banda, foi indicada ao Grammy Latino em 2002, pelo álbum Habana Flor de Piel. Na mesma premiação, concorreu ainda pelo registro X Moré, do rapper conterrâneo X Alfonso. Diana Fuentes trabalhou com outros nomes de destaque em seu país, a exemplo de Amaury Pérez, Omara Portuondo, Aldo López Gavilán e Pablo Milanés. Fã declarada de Billie Holliday, Ella Fitzgerald e Erykah Badu, em 2008 ela deu os primeiros passos na carreira solo, gravando o álbum Amargo Pero Dulce, com repertório em sua maior parte de composições próprias, uma mistura de pop, soul e R&B. O reconhecimento internacional veio com o registro Planeta Planetario, de 2014, produzido pelo porto-riquenho Eduardo Cabra, conhecido no cenário reggaeton como Visitante e com quem Diana foi casada. Em 2017, morando em Miami, ela soltou o single “La Fortuna”, feito em colaboração com o também porto-riquenho Tommy Torres. A faixa antecipa o lançamento de Todo Está Pasando, que contou com a participação de Seu Jorge na canção "Para Remendar el Cielo".

Sobre Diana Fuentes

Com habilidade no piano e no violão, além de ter estudado balé por muitos anos, em 2001 a cubana Diana Fuentes começou a cantar profissionalmente no grupo de música afrocubana Síntesis. Com a banda, foi indicada ao Grammy Latino em 2002, pelo álbum Habana Flor de Piel. Na mesma premiação, concorreu ainda pelo registro X Moré, do rapper conterrâneo X Alfonso. Diana Fuentes trabalhou com outros nomes de destaque em seu país, a exemplo de Amaury Pérez, Omara Portuondo, Aldo López Gavilán e Pablo Milanés. Fã declarada de Billie Holliday, Ella Fitzgerald e Erykah Badu, em 2008 ela deu os primeiros passos na carreira solo, gravando o álbum Amargo Pero Dulce, com repertório em sua maior parte de composições próprias, uma mistura de pop, soul e R&B. O reconhecimento internacional veio com o registro Planeta Planetario, de 2014, produzido pelo porto-riquenho Eduardo Cabra, conhecido no cenário reggaeton como Visitante e com quem Diana foi casada. Em 2017, morando em Miami, ela soltou o single “La Fortuna”, feito em colaboração com o também porto-riquenho Tommy Torres. A faixa antecipa o lançamento de Todo Está Pasando, que contou com a participação de Seu Jorge na canção "Para Remendar el Cielo".

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.