356x237

Artista

Cleiton E Camargo

Sobre Cleiton E Camargo

A dupla foi formada em 1996, por Evanildo Batista Gomes (cujo nome artístico é Cleiton) e Werley José de Camargo, irmão de Zezé Di Camargo e Luciano. O duo ganhou projeção no cenário sertanejo romântico cantando em tons agudos canções próprias, como “Agenda Rabiscada” e “Você Vai Sentir Saudade”, e também versões de conhecidas músicas internacionais, a exemplo de “Na Hora de Amar” (“Spending My Time”, do grupo Roxette) e “Se É Amor Não Sei” (“Take My Breath Away”, da banda Berlin). Após lançar trabalhos inéditos e coletâneas, Cleiton decidiu deixar a dupla em 2005, para se dedicar à política. Camargo seguiu na carreira de cantor com outro amigo, formando o duo Marcelinho de Lima e Camargo. Cleiton por sua vez, depois de abandonar a vida política, passou a fazer vocais de apoio para Zezé Di Camargo e Luciano. Em 2013, Cleiton e Camargo retomaram a parceria, soltando no ano seguinte a faixa “Onde Está”. Depois de gravar o combo álbum/DVD Isso Não É Amor, em 2015, a dupla entrou em nova fase, desta vez mantendo o nome, mas com o cantor Danillo Karan assumindo os vocais no lugar de Cleiton. É da nova formação o registro Uma Nova Face, lançado em 2016.

356x237

Cleiton E Camargo

A dupla foi formada em 1996, por Evanildo Batista Gomes (cujo nome artístico é Cleiton) e Werley José de Camargo, irmão de Zezé Di Camargo e Luciano. O duo ganhou projeção no cenário sertanejo romântico cantando em tons agudos canções próprias, como “Agenda Rabiscada” e “Você Vai Sentir Saudade”, e também versões de conhecidas músicas internacionais, a exemplo de “Na Hora de Amar” (“Spending My Time”, do grupo Roxette) e “Se É Amor Não Sei” (“Take My Breath Away”, da banda Berlin). Após lançar trabalhos inéditos e coletâneas, Cleiton decidiu deixar a dupla em 2005, para se dedicar à política. Camargo seguiu na carreira de cantor com outro amigo, formando o duo Marcelinho de Lima e Camargo. Cleiton por sua vez, depois de abandonar a vida política, passou a fazer vocais de apoio para Zezé Di Camargo e Luciano. Em 2013, Cleiton e Camargo retomaram a parceria, soltando no ano seguinte a faixa “Onde Está”. Depois de gravar o combo álbum/DVD Isso Não É Amor, em 2015, a dupla entrou em nova fase, desta vez mantendo o nome, mas com o cantor Danillo Karan assumindo os vocais no lugar de Cleiton. É da nova formação o registro Uma Nova Face, lançado em 2016.

Sobre Cleiton E Camargo

A dupla foi formada em 1996, por Evanildo Batista Gomes (cujo nome artístico é Cleiton) e Werley José de Camargo, irmão de Zezé Di Camargo e Luciano. O duo ganhou projeção no cenário sertanejo romântico cantando em tons agudos canções próprias, como “Agenda Rabiscada” e “Você Vai Sentir Saudade”, e também versões de conhecidas músicas internacionais, a exemplo de “Na Hora de Amar” (“Spending My Time”, do grupo Roxette) e “Se É Amor Não Sei” (“Take My Breath Away”, da banda Berlin). Após lançar trabalhos inéditos e coletâneas, Cleiton decidiu deixar a dupla em 2005, para se dedicar à política. Camargo seguiu na carreira de cantor com outro amigo, formando o duo Marcelinho de Lima e Camargo. Cleiton por sua vez, depois de abandonar a vida política, passou a fazer vocais de apoio para Zezé Di Camargo e Luciano. Em 2013, Cleiton e Camargo retomaram a parceria, soltando no ano seguinte a faixa “Onde Está”. Depois de gravar o combo álbum/DVD Isso Não É Amor, em 2015, a dupla entrou em nova fase, desta vez mantendo o nome, mas com o cantor Danillo Karan assumindo os vocais no lugar de Cleiton. É da nova formação o registro Uma Nova Face, lançado em 2016.

Sobre Cleiton E Camargo

A dupla foi formada em 1996, por Evanildo Batista Gomes (cujo nome artístico é Cleiton) e Werley José de Camargo, irmão de Zezé Di Camargo e Luciano. O duo ganhou projeção no cenário sertanejo romântico cantando em tons agudos canções próprias, como “Agenda Rabiscada” e “Você Vai Sentir Saudade”, e também versões de conhecidas músicas internacionais, a exemplo de “Na Hora de Amar” (“Spending My Time”, do grupo Roxette) e “Se É Amor Não Sei” (“Take My Breath Away”, da banda Berlin). Após lançar trabalhos inéditos e coletâneas, Cleiton decidiu deixar a dupla em 2005, para se dedicar à política. Camargo seguiu na carreira de cantor com outro amigo, formando o duo Marcelinho de Lima e Camargo. Cleiton por sua vez, depois de abandonar a vida política, passou a fazer vocais de apoio para Zezé Di Camargo e Luciano. Em 2013, Cleiton e Camargo retomaram a parceria, soltando no ano seguinte a faixa “Onde Está”. Depois de gravar o combo álbum/DVD Isso Não É Amor, em 2015, a dupla entrou em nova fase, desta vez mantendo o nome, mas com o cantor Danillo Karan assumindo os vocais no lugar de Cleiton. É da nova formação o registro Uma Nova Face, lançado em 2016.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.