356x237

Artista

Chico Cesar

Sobre Chico Cesar

Paraibano de Catolé do Rocha, Chico César começou a se destacar no cenário musical em meados dos anos 1990, com o álbum Aos Vivos (1995). Estão nele os sucessos “Mama África” e “À Primeira Vista”. Sua reputação como compositor logo se espalhou, passando a ser requisitado por grandes nomes da MPB. Para Maria Bethânia, cedeu uma parceria com a então novata Vanessa da Mata: “A Força Que Nunca Seca”. Daniela Mercury gravou “À Primeira Vista” e “Pensar em Você”. Após estrear pela gravadora Velas, assinou com a MZA e passou a gravar todos os anos e a realizar turnês internacionais, o que o colocou em contato com o circuito da world music. O vínculo com a MZA teve fim após Respeitem Meus Cabelos, Brancos, de 2002. Depois de um longo hiato, reapareceu com o Quinteto da Paraíba no álbum De Uns Tempos pra Cá (2006), lançado pela Biscoito Fino. Um ano depois do temático Francisco, Forró y Frevo (2008), virou presidente da Fundação Cultural de João Pessoa, mais tarde se tornando Secretário de Cultura da Paraíba. Em 2015, ele lançou o registro Estado de Poesia, no qual tratou de temas como negritude (“Negão”), agronegócio (‘Reis do Agronegócio”) e amor (“Atravessa-me”).

356x237

Chico Cesar

Paraibano de Catolé do Rocha, Chico César começou a se destacar no cenário musical em meados dos anos 1990, com o álbum Aos Vivos (1995). Estão nele os sucessos “Mama África” e “À Primeira Vista”. Sua reputação como compositor logo se espalhou, passando a ser requisitado por grandes nomes da MPB. Para Maria Bethânia, cedeu uma parceria com a então novata Vanessa da Mata: “A Força Que Nunca Seca”. Daniela Mercury gravou “À Primeira Vista” e “Pensar em Você”. Após estrear pela gravadora Velas, assinou com a MZA e passou a gravar todos os anos e a realizar turnês internacionais, o que o colocou em contato com o circuito da world music. O vínculo com a MZA teve fim após Respeitem Meus Cabelos, Brancos, de 2002. Depois de um longo hiato, reapareceu com o Quinteto da Paraíba no álbum De Uns Tempos pra Cá (2006), lançado pela Biscoito Fino. Um ano depois do temático Francisco, Forró y Frevo (2008), virou presidente da Fundação Cultural de João Pessoa, mais tarde se tornando Secretário de Cultura da Paraíba. Em 2015, ele lançou o registro Estado de Poesia, no qual tratou de temas como negritude (“Negão”), agronegócio (‘Reis do Agronegócio”) e amor (“Atravessa-me”).

Sobre Chico Cesar

Paraibano de Catolé do Rocha, Chico César começou a se destacar no cenário musical em meados dos anos 1990, com o álbum Aos Vivos (1995). Estão nele os sucessos “Mama África” e “À Primeira Vista”. Sua reputação como compositor logo se espalhou, passando a ser requisitado por grandes nomes da MPB. Para Maria Bethânia, cedeu uma parceria com a então novata Vanessa da Mata: “A Força Que Nunca Seca”. Daniela Mercury gravou “À Primeira Vista” e “Pensar em Você”. Após estrear pela gravadora Velas, assinou com a MZA e passou a gravar todos os anos e a realizar turnês internacionais, o que o colocou em contato com o circuito da world music. O vínculo com a MZA teve fim após Respeitem Meus Cabelos, Brancos, de 2002. Depois de um longo hiato, reapareceu com o Quinteto da Paraíba no álbum De Uns Tempos pra Cá (2006), lançado pela Biscoito Fino. Um ano depois do temático Francisco, Forró y Frevo (2008), virou presidente da Fundação Cultural de João Pessoa, mais tarde se tornando Secretário de Cultura da Paraíba. Em 2015, ele lançou o registro Estado de Poesia, no qual tratou de temas como negritude (“Negão”), agronegócio (‘Reis do Agronegócio”) e amor (“Atravessa-me”).

Sobre Chico Cesar

Paraibano de Catolé do Rocha, Chico César começou a se destacar no cenário musical em meados dos anos 1990, com o álbum Aos Vivos (1995). Estão nele os sucessos “Mama África” e “À Primeira Vista”. Sua reputação como compositor logo se espalhou, passando a ser requisitado por grandes nomes da MPB. Para Maria Bethânia, cedeu uma parceria com a então novata Vanessa da Mata: “A Força Que Nunca Seca”. Daniela Mercury gravou “À Primeira Vista” e “Pensar em Você”. Após estrear pela gravadora Velas, assinou com a MZA e passou a gravar todos os anos e a realizar turnês internacionais, o que o colocou em contato com o circuito da world music. O vínculo com a MZA teve fim após Respeitem Meus Cabelos, Brancos, de 2002. Depois de um longo hiato, reapareceu com o Quinteto da Paraíba no álbum De Uns Tempos pra Cá (2006), lançado pela Biscoito Fino. Um ano depois do temático Francisco, Forró y Frevo (2008), virou presidente da Fundação Cultural de João Pessoa, mais tarde se tornando Secretário de Cultura da Paraíba. Em 2015, ele lançou o registro Estado de Poesia, no qual tratou de temas como negritude (“Negão”), agronegócio (‘Reis do Agronegócio”) e amor (“Atravessa-me”).

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.