356x237

Artista

Brad Mehldau

Sobre Brad Mehldau

Pianista de jazz que também transita pelo universo da música erudita, Brad Mehldau se destacou pelo seu virtuosismo e graças a suas versões de clássicos da canção popular e do rock. Durante a década de 1990, fez sucesso sua série de álbuns The Art of the Trio. Nesses cinco volumes, já apareciam suas primeiras releituras de standards do jazz e da banda Radiohead. A partir da segunda metade dos anos 2000, Mehldau passou a diversificar seus lançamentos, gravando com a soprano Renée Fleming (Love Sublime, 2006), com o guitarrista Pat Metheny (Quartet, 2007) e em duo de piano com Kevin Hays (Modern Music, 2009). Em 2010, veio com o ousado Highway Rider, registro duplo de inéditas, com participações do saxofonista Joshua Redman e produção de Jon Brion. No lançamento de 2016, Blues and Ballads, ele toca em trio com o baixista Larry Grenadier e o percussionista Jeff Ballard canções de Cole Porter, Charlie Parker e John Lennon, entre outros.

356x237

Brad Mehldau

Pianista de jazz que também transita pelo universo da música erudita, Brad Mehldau se destacou pelo seu virtuosismo e graças a suas versões de clássicos da canção popular e do rock. Durante a década de 1990, fez sucesso sua série de álbuns The Art of the Trio. Nesses cinco volumes, já apareciam suas primeiras releituras de standards do jazz e da banda Radiohead. A partir da segunda metade dos anos 2000, Mehldau passou a diversificar seus lançamentos, gravando com a soprano Renée Fleming (Love Sublime, 2006), com o guitarrista Pat Metheny (Quartet, 2007) e em duo de piano com Kevin Hays (Modern Music, 2009). Em 2010, veio com o ousado Highway Rider, registro duplo de inéditas, com participações do saxofonista Joshua Redman e produção de Jon Brion. No lançamento de 2016, Blues and Ballads, ele toca em trio com o baixista Larry Grenadier e o percussionista Jeff Ballard canções de Cole Porter, Charlie Parker e John Lennon, entre outros.

Sobre Brad Mehldau

Pianista de jazz que também transita pelo universo da música erudita, Brad Mehldau se destacou pelo seu virtuosismo e graças a suas versões de clássicos da canção popular e do rock. Durante a década de 1990, fez sucesso sua série de álbuns The Art of the Trio. Nesses cinco volumes, já apareciam suas primeiras releituras de standards do jazz e da banda Radiohead. A partir da segunda metade dos anos 2000, Mehldau passou a diversificar seus lançamentos, gravando com a soprano Renée Fleming (Love Sublime, 2006), com o guitarrista Pat Metheny (Quartet, 2007) e em duo de piano com Kevin Hays (Modern Music, 2009). Em 2010, veio com o ousado Highway Rider, registro duplo de inéditas, com participações do saxofonista Joshua Redman e produção de Jon Brion. No lançamento de 2016, Blues and Ballads, ele toca em trio com o baixista Larry Grenadier e o percussionista Jeff Ballard canções de Cole Porter, Charlie Parker e John Lennon, entre outros.

Sobre Brad Mehldau

Pianista de jazz que também transita pelo universo da música erudita, Brad Mehldau se destacou pelo seu virtuosismo e graças a suas versões de clássicos da canção popular e do rock. Durante a década de 1990, fez sucesso sua série de álbuns The Art of the Trio. Nesses cinco volumes, já apareciam suas primeiras releituras de standards do jazz e da banda Radiohead. A partir da segunda metade dos anos 2000, Mehldau passou a diversificar seus lançamentos, gravando com a soprano Renée Fleming (Love Sublime, 2006), com o guitarrista Pat Metheny (Quartet, 2007) e em duo de piano com Kevin Hays (Modern Music, 2009). Em 2010, veio com o ousado Highway Rider, registro duplo de inéditas, com participações do saxofonista Joshua Redman e produção de Jon Brion. No lançamento de 2016, Blues and Ballads, ele toca em trio com o baixista Larry Grenadier e o percussionista Jeff Ballard canções de Cole Porter, Charlie Parker e John Lennon, entre outros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.