356x237

Artista

Arlindo Neto

Sobre Arlindo Neto

Filho do sambista Arlindo Cruz, o compositor, instrumentista e intérprete Arlindo Neto não negou a influência paterna ao enveredar pelo mundo da música. Criado em meio aos grandes nomes do samba carioca, mal tinha entrado na adolescência quando compôs o samba-enredo para a escola mirim Estrelinha da Mocidade. Em 2010, aos 16 anos, se tornou o mais jovem compositor de samba-enredo do Rio de Janeiro, com o tema da União da Ilha. Dois anos depois, foi uma parceria sua com o pai que se ouviu no desfile da Império Serrano, uma homenagem a Dona Ivone Lara. Arlindo Neto foi ganhando experiência e refinando seu estilo tocando em bares, rodas de samba e shows. Seu primeiro álbum, o ao vivo Um Bom Aprendiz, saiu em 2014. Já em 2 Arlindos,> divulgado em 2016, o jovem cantor mais uma vez se uniu ao pai para soltar a voz em sucessos como “Bom Aprendiz”, “Fogueira de uma Paixão” e “Pais e Filhos”, esta gravada originalmente por Tim Maia em 1970. O relançamento nacional do trabalho aconteceu em maio de 2017, enquanto Arlindo Cruz se recuperava de AVC sofrido em março do mesmo ano.

356x237

Arlindo Neto

Filho do sambista Arlindo Cruz, o compositor, instrumentista e intérprete Arlindo Neto não negou a influência paterna ao enveredar pelo mundo da música. Criado em meio aos grandes nomes do samba carioca, mal tinha entrado na adolescência quando compôs o samba-enredo para a escola mirim Estrelinha da Mocidade. Em 2010, aos 16 anos, se tornou o mais jovem compositor de samba-enredo do Rio de Janeiro, com o tema da União da Ilha. Dois anos depois, foi uma parceria sua com o pai que se ouviu no desfile da Império Serrano, uma homenagem a Dona Ivone Lara. Arlindo Neto foi ganhando experiência e refinando seu estilo tocando em bares, rodas de samba e shows. Seu primeiro álbum, o ao vivo Um Bom Aprendiz, saiu em 2014. Já em 2 Arlindos,> divulgado em 2016, o jovem cantor mais uma vez se uniu ao pai para soltar a voz em sucessos como “Bom Aprendiz”, “Fogueira de uma Paixão” e “Pais e Filhos”, esta gravada originalmente por Tim Maia em 1970. O relançamento nacional do trabalho aconteceu em maio de 2017, enquanto Arlindo Cruz se recuperava de AVC sofrido em março do mesmo ano.

Sobre Arlindo Neto

Filho do sambista Arlindo Cruz, o compositor, instrumentista e intérprete Arlindo Neto não negou a influência paterna ao enveredar pelo mundo da música. Criado em meio aos grandes nomes do samba carioca, mal tinha entrado na adolescência quando compôs o samba-enredo para a escola mirim Estrelinha da Mocidade. Em 2010, aos 16 anos, se tornou o mais jovem compositor de samba-enredo do Rio de Janeiro, com o tema da União da Ilha. Dois anos depois, foi uma parceria sua com o pai que se ouviu no desfile da Império Serrano, uma homenagem a Dona Ivone Lara. Arlindo Neto foi ganhando experiência e refinando seu estilo tocando em bares, rodas de samba e shows. Seu primeiro álbum, o ao vivo Um Bom Aprendiz, saiu em 2014. Já em 2 Arlindos,> divulgado em 2016, o jovem cantor mais uma vez se uniu ao pai para soltar a voz em sucessos como “Bom Aprendiz”, “Fogueira de uma Paixão” e “Pais e Filhos”, esta gravada originalmente por Tim Maia em 1970. O relançamento nacional do trabalho aconteceu em maio de 2017, enquanto Arlindo Cruz se recuperava de AVC sofrido em março do mesmo ano.

Sobre Arlindo Neto

Filho do sambista Arlindo Cruz, o compositor, instrumentista e intérprete Arlindo Neto não negou a influência paterna ao enveredar pelo mundo da música. Criado em meio aos grandes nomes do samba carioca, mal tinha entrado na adolescência quando compôs o samba-enredo para a escola mirim Estrelinha da Mocidade. Em 2010, aos 16 anos, se tornou o mais jovem compositor de samba-enredo do Rio de Janeiro, com o tema da União da Ilha. Dois anos depois, foi uma parceria sua com o pai que se ouviu no desfile da Império Serrano, uma homenagem a Dona Ivone Lara. Arlindo Neto foi ganhando experiência e refinando seu estilo tocando em bares, rodas de samba e shows. Seu primeiro álbum, o ao vivo Um Bom Aprendiz, saiu em 2014. Já em 2 Arlindos,> divulgado em 2016, o jovem cantor mais uma vez se uniu ao pai para soltar a voz em sucessos como “Bom Aprendiz”, “Fogueira de uma Paixão” e “Pais e Filhos”, esta gravada originalmente por Tim Maia em 1970. O relançamento nacional do trabalho aconteceu em maio de 2017, enquanto Arlindo Cruz se recuperava de AVC sofrido em março do mesmo ano.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.