356x237

Artista

Al Di Meola

Sobre Al Di Meola

Considerado uma lenda viva da guitarra e do violão, o americano com ascendência italiana Al Di Meola nasceu em 1954. Estudou no Berklee College of Music, em Boston, e com menos de 20 anos já seria convidado para ingressar na superbanda de jazz-rock setentista Return to Forever, formada por nomes como Chick Corea nos teclados, Stanley Clarke no baixo e Lenny White na bateria. Com o grupo, ganhou o Grammy de Melhor Performance de Jazz pelo álbum No Mystery (1975). Pioneiro na mistura de world music e jazz, Al Di Meola lançou seu primeiro registro solo em 1976, Land of The Midnight Sun, engatilhando uma sequência de oito álbuns até 1985, entre eles os aclamados Elegant Gypsy (1977) e Casino (1978). Em 1980 Meola explorou uma sonoridade mais acústica, formando com o guitarrista inglês John Mc Laughlin e o violonista espanhol Paco de Lucia o Guitar Trio, com o qual tocou composições ao ritmo do flamenco. A parceria rendeu o aclamado álbum ao vivoFriday Night in San Francisco. A sonoridade eclética de Di Meola teve passagem pelo tango em World Sinfonia, (1990) influenciado pelo músico argentino Astor Piazzolla. Trabalhou ainda com Stanley Clark e Jean-Luc Ponty (The Rite of Strings, de 1995) e com o percussionista brasileiro Airto Moreira (Cielo e Terra, de 1985) e em 2013 gravou um álbum dedicado aos Beatles, All Your Life. Em 2018, Al Di Meola celebrou 45 anos de carreira com a turnê Opus Accoust, de divulgação do álbum Opus.

356x237

Al Di Meola

Considerado uma lenda viva da guitarra e do violão, o americano com ascendência italiana Al Di Meola nasceu em 1954. Estudou no Berklee College of Music, em Boston, e com menos de 20 anos já seria convidado para ingressar na superbanda de jazz-rock setentista Return to Forever, formada por nomes como Chick Corea nos teclados, Stanley Clarke no baixo e Lenny White na bateria. Com o grupo, ganhou o Grammy de Melhor Performance de Jazz pelo álbum No Mystery (1975). Pioneiro na mistura de world music e jazz, Al Di Meola lançou seu primeiro registro solo em 1976, Land of The Midnight Sun, engatilhando uma sequência de oito álbuns até 1985, entre eles os aclamados Elegant Gypsy (1977) e Casino (1978). Em 1980 Meola explorou uma sonoridade mais acústica, formando com o guitarrista inglês John Mc Laughlin e o violonista espanhol Paco de Lucia o Guitar Trio, com o qual tocou composições ao ritmo do flamenco. A parceria rendeu o aclamado álbum ao vivoFriday Night in San Francisco. A sonoridade eclética de Di Meola teve passagem pelo tango em World Sinfonia, (1990) influenciado pelo músico argentino Astor Piazzolla. Trabalhou ainda com Stanley Clark e Jean-Luc Ponty (The Rite of Strings, de 1995) e com o percussionista brasileiro Airto Moreira (Cielo e Terra, de 1985) e em 2013 gravou um álbum dedicado aos Beatles, All Your Life. Em 2018, Al Di Meola celebrou 45 anos de carreira com a turnê Opus Accoust, de divulgação do álbum Opus.

Sobre Al Di Meola

Considerado uma lenda viva da guitarra e do violão, o americano com ascendência italiana Al Di Meola nasceu em 1954. Estudou no Berklee College of Music, em Boston, e com menos de 20 anos já seria convidado para ingressar na superbanda de jazz-rock setentista Return to Forever, formada por nomes como Chick Corea nos teclados, Stanley Clarke no baixo e Lenny White na bateria. Com o grupo, ganhou o Grammy de Melhor Performance de Jazz pelo álbum No Mystery (1975). Pioneiro na mistura de world music e jazz, Al Di Meola lançou seu primeiro registro solo em 1976, Land of The Midnight Sun, engatilhando uma sequência de oito álbuns até 1985, entre eles os aclamados Elegant Gypsy (1977) e Casino (1978). Em 1980 Meola explorou uma sonoridade mais acústica, formando com o guitarrista inglês John Mc Laughlin e o violonista espanhol Paco de Lucia o Guitar Trio, com o qual tocou composições ao ritmo do flamenco. A parceria rendeu o aclamado álbum ao vivoFriday Night in San Francisco. A sonoridade eclética de Di Meola teve passagem pelo tango em World Sinfonia, (1990) influenciado pelo músico argentino Astor Piazzolla. Trabalhou ainda com Stanley Clark e Jean-Luc Ponty (The Rite of Strings, de 1995) e com o percussionista brasileiro Airto Moreira (Cielo e Terra, de 1985) e em 2013 gravou um álbum dedicado aos Beatles, All Your Life. Em 2018, Al Di Meola celebrou 45 anos de carreira com a turnê Opus Accoust, de divulgação do álbum Opus.

Sobre Al Di Meola

Considerado uma lenda viva da guitarra e do violão, o americano com ascendência italiana Al Di Meola nasceu em 1954. Estudou no Berklee College of Music, em Boston, e com menos de 20 anos já seria convidado para ingressar na superbanda de jazz-rock setentista Return to Forever, formada por nomes como Chick Corea nos teclados, Stanley Clarke no baixo e Lenny White na bateria. Com o grupo, ganhou o Grammy de Melhor Performance de Jazz pelo álbum No Mystery (1975). Pioneiro na mistura de world music e jazz, Al Di Meola lançou seu primeiro registro solo em 1976, Land of The Midnight Sun, engatilhando uma sequência de oito álbuns até 1985, entre eles os aclamados Elegant Gypsy (1977) e Casino (1978). Em 1980 Meola explorou uma sonoridade mais acústica, formando com o guitarrista inglês John Mc Laughlin e o violonista espanhol Paco de Lucia o Guitar Trio, com o qual tocou composições ao ritmo do flamenco. A parceria rendeu o aclamado álbum ao vivoFriday Night in San Francisco. A sonoridade eclética de Di Meola teve passagem pelo tango em World Sinfonia, (1990) influenciado pelo músico argentino Astor Piazzolla. Trabalhou ainda com Stanley Clark e Jean-Luc Ponty (The Rite of Strings, de 1995) e com o percussionista brasileiro Airto Moreira (Cielo e Terra, de 1985) e em 2013 gravou um álbum dedicado aos Beatles, All Your Life. Em 2018, Al Di Meola celebrou 45 anos de carreira com a turnê Opus Accoust, de divulgação do álbum Opus.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.