356x237

Artista

Adão Negro

Sobre Adão Negro

Formada em Salvador no fim da década de 1990, a banda Adão Negro ganhou destaque no cenário do reggae brasileiro durante os anos 2000. Impulsionados pela canção “Botar Um”, um dos maiores sucessos do grupo, e principalmente pelo álbum Pele Negra (2007), de hits como “Anjo Bom”, “Eu Louvei” e “Me Liga”, os baianos excursionaram por diversas regiões do país. A banda dividiu palco com Planet Hemp e Natiruts, além de nomes celebrados do reggae internacional, como Israel Vibration e Alpha Blondy. Após Mais Forte (2010), o Adão Negro passou cinco anos sem gravar trabalho de estúdio, até o lançamento de #AdãoNegro (2015), que contou com nove faixas inéditas – destaque para “Reggae, Me Leve” – e duas regravações de material antigo, “Honey” e “Rede Social”. O projeto também saiu em versão cantada em inglês.

356x237

Adão Negro

Formada em Salvador no fim da década de 1990, a banda Adão Negro ganhou destaque no cenário do reggae brasileiro durante os anos 2000. Impulsionados pela canção “Botar Um”, um dos maiores sucessos do grupo, e principalmente pelo álbum Pele Negra (2007), de hits como “Anjo Bom”, “Eu Louvei” e “Me Liga”, os baianos excursionaram por diversas regiões do país. A banda dividiu palco com Planet Hemp e Natiruts, além de nomes celebrados do reggae internacional, como Israel Vibration e Alpha Blondy. Após Mais Forte (2010), o Adão Negro passou cinco anos sem gravar trabalho de estúdio, até o lançamento de #AdãoNegro (2015), que contou com nove faixas inéditas – destaque para “Reggae, Me Leve” – e duas regravações de material antigo, “Honey” e “Rede Social”. O projeto também saiu em versão cantada em inglês.

Sobre Adão Negro

Formada em Salvador no fim da década de 1990, a banda Adão Negro ganhou destaque no cenário do reggae brasileiro durante os anos 2000. Impulsionados pela canção “Botar Um”, um dos maiores sucessos do grupo, e principalmente pelo álbum Pele Negra (2007), de hits como “Anjo Bom”, “Eu Louvei” e “Me Liga”, os baianos excursionaram por diversas regiões do país. A banda dividiu palco com Planet Hemp e Natiruts, além de nomes celebrados do reggae internacional, como Israel Vibration e Alpha Blondy. Após Mais Forte (2010), o Adão Negro passou cinco anos sem gravar trabalho de estúdio, até o lançamento de #AdãoNegro (2015), que contou com nove faixas inéditas – destaque para “Reggae, Me Leve” – e duas regravações de material antigo, “Honey” e “Rede Social”. O projeto também saiu em versão cantada em inglês.

Sobre Adão Negro

Formada em Salvador no fim da década de 1990, a banda Adão Negro ganhou destaque no cenário do reggae brasileiro durante os anos 2000. Impulsionados pela canção “Botar Um”, um dos maiores sucessos do grupo, e principalmente pelo álbum Pele Negra (2007), de hits como “Anjo Bom”, “Eu Louvei” e “Me Liga”, os baianos excursionaram por diversas regiões do país. A banda dividiu palco com Planet Hemp e Natiruts, além de nomes celebrados do reggae internacional, como Israel Vibration e Alpha Blondy. Após Mais Forte (2010), o Adão Negro passou cinco anos sem gravar trabalho de estúdio, até o lançamento de #AdãoNegro (2015), que contou com nove faixas inéditas – destaque para “Reggae, Me Leve” – e duas regravações de material antigo, “Honey” e “Rede Social”. O projeto também saiu em versão cantada em inglês.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.

Músicas ilimitadas em qualquer lugar. Milhões de músicas em todos os gêneros.

Disponível em iOS, Android, Windows e Web.